Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Ucrânia Rússia, últimas notícias da guerra | Pressionando tanques, duelo em Berlim. Lavrov, vizinhos em conflito com o Ocidente

para Por Andrea Nicastro, Dispatcher e Redazione Online

Harb Bulletin terça-feira, 24 de janeiro, ao vivo. União Européia: outros 500 milhões em ajuda militar a Kiev. Na frente do Conselho de Relações Exteriores, o exército de Zelensky será composto por Panteras Alemãs

• A guerra chegou à Ucrânia em 335.
• Progresso no fornecimento de tanques: o presidente francês Macron anunciou que nada está excluído em relação à entrega dos Leclercs, e a Alemanha está pronta para permitir que a Polônia envie os Panthers.
• Polônia, Finlândia, Dinamarca prontos para encomenda A Alemanha foi autorizada Para o fornecimento de panteras para a Ucrânia

07:57 – O número de civis mortos, segundo as Nações Unidas

O número de civis mortos na Ucrânia foi atualizado de acordo com as Nações Unidas: a guerra da Rússia na Ucrânia matou pelo menos 7.068 civis e feriu pelo menos 11.415 civis de 24 de fevereiro a 22 de janeiro. A ONU disse que os números reais provavelmente serão muito maiores, já que as informações de onde a guerra está ocorrendo foram adiadas e muitos relatos de vítimas civis ainda não foram confirmados.

07:47 – Reunião diplomática entre os Estados Unidos e o Cazaquistão

A vice-secretária de Estado dos EUA, Wendy Sherman, reuniu-se em Washington com o representante presidencial especial do Cazaquistão para a cooperação internacional, Erzhan Kazekan. Isso foi afirmado em uma nota do Departamento de Estado dos EUA. O vice-ministro das Relações Exteriores expressou seu apreço pelo apoio humanitário fornecido pela ex-república soviética à Ucrânia e instou-a a diversificar suas relações econômicas e de segurança.

07h25 – Corrupção em Kyiv, Zelensky anuncia prisões e deportações

Volodymyr Zelensky anunciou mudanças de pessoal na administração pública (tanto em níveis altos quanto baixos) após o pior escândalo de corrupção na Ucrânia desde o início da guerra. O presidente não deu nome. Aliados do governo falaram de pessoas sendo presas. Zelensky anunciou uma repressão às viagens estrangeiras de funcionários do governo. Enquanto isso, Kyrylo Tymoshenko, vice-chefe de sua equipe presidencial, anunciou hoje no Telegram que havia pedido a Zelensky que o dispensasse de seu cargo. Agradeço ao presidente pela confiança e oportunidade de fazer o bem a cada dia, a cada minuto. No domingo, a polícia anticorrupção prendeu o vice-ministro de infraestrutura por suspeita de suborno de US$ 400.000 no fornecimento de geradores do exterior em setembro passado.

READ  Resíduos de mísseis em casas: 'Nunca seremos neutros novamente' - Corriere.it

03h13 – EUA, evidência do apoio da China à Rússia (mídia)

Os Estados Unidos supostamente forneceram à China evidências de cooperação entre empresas estatais chinesas e a Rússia na guerra com a Ucrânia. Isso foi afirmado pelo site americano Bloomberg, no qual foi afirmado que a ajuda está relacionada a armas não letais e apoio econômico. A informação teria levantado preocupações em Washington. Até agora, o presidente chinês Xi Jinping evitou criticar a Rússia, mas ao mesmo tempo ofereceu ajuda nas negociações de paz e alertou contra o uso de armas nucleares. Se o presidente Joe Biden e seus assessores obtiverem a confirmação de que o governo chinês está ajudando secretamente Moscou, segundo a Bloomberg, os Estados Unidos estarão em posição de decidir sobre uma resposta. A secretária do Tesouro, Janet Yellen, reuniu-se com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, na semana passada, enquanto o secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, deve visitar Pequim em fevereiro.

00:03 – Lavrov: Uma guerra com o Ocidente tornou-se quase real

A guerra entre Moscou e o Ocidente não pode mais ser classificada como híbrida e agora se tornou quase real. Isso foi afirmado pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, em uma coletiva de imprensa após suas conversas com seu colega sul-africano, Naledi Pandor.

21h48 – EUA: Possível anúncio da Alemanha

Existe a possibilidade de que a Alemanha faça em breve um anúncio sobre o fornecimento de tanques para a Ucrânia. O anúncio foi feito pelo porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price. “Podemos ouvir mais de nossos aliados alemães nas próximas horas, nos próximos dias”, disse Price em entrevista coletiva, depois de ver a notícia que acabou de sair. O coordenador de política externa da União Européia, Josep Borrell, disse hoje cedo que a ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Analina Berbock, confirmou em uma reunião do Conselho de Relações Exteriores da União Européia que Berlim não impede o fornecimento de tanques Leopard para a Ucrânia.

READ  Reator EPR em andamento na Finlândia - Corriere.it

21:43 – EUA: A Rússia enviou novas forças para reforçar as linhas de frente

A Rússia enviou dezenas de milhares de novas tropas para reforçar as linhas de frente na Ucrânia nos últimos meses. Isso foi afirmado por um alto oficial militar dos EUA. O oficial disse que as tropas fizeram pouca diferença para o conflito, chegando nas linhas de frente mal equipadas e mal treinadas e jogadas no campo de batalha. A Rússia enviou suas tropas como substitutos ou reforços para as unidades existentes, em vez de unidades recém-organizadas e coesas. O oficial disse mais tarde que as tropas começaram a chegar ao campo de batalha depois que a Rússia relatou a mobilização de 300.000 novos militares em outubro. O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, major-general Mark Milley, disse na sexta-feira que a Rússia sofreu muito mais de 100.000 baixas. [vittime] Agora incluindo os mortos e feridos em batalha.

24 de janeiro de 2023 (alterado em 24 de janeiro de 2023 | 08:00)