Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Se você deseja melhorar sua saúde intestinal, inclua esses 8 alimentos em sua dieta diária (não apenas o missô).

Se você deseja melhorar sua saúde intestinal, inclua esses 8 alimentos em sua dieta diária (não apenas o missô).

A nossa saúde intestinal começa na mesa, com a escolha dos alimentos mais adequados para promover o crescimento de um microbioma intestinal equilibrado.

Um microbioma intestinal saudável e funcional Pelo contrário, significa um dia a dia equilibrado e tranquilo, longe de infecções, prisão de ventre, diarreia e outros problemas que podem afetar a nossa qualidade de vida.

Nossa saúde intestinal Pode ser guardado todos os dias na mesaEscolha alimentos naturais ricos em fibras, antioxidantes e fermentantes que possam estimular a flora bacteriana, melhorar a digestão e livrar-se do que não precisa.

Antes de lhe dar uma “lista de compras” e sugerir o que comer para curar o seu microbioma intestinal, é necessário distinguir entre probióticos e prebióticos – dois termos semelhantes, mas que se referem a elementos diferentes, um dependente do outro:

  • o Probióticos São microrganismos vivos, as bactérias “boas”, comumente encontradas em alimentos fermentados e que contribuem para melhorar o equilíbrio da flora intestinal (promovendo a digestão), fortalecendo o sistema imunológico e aliviando os sintomas de alguns problemas como diarreia, prisão de ventre e prisão de ventre. Da síndrome do intestino irritável
  • o prebióticos, Em vez disso, são compostos indigeríveis que atuam como alimento para bactérias probióticas já presentes no intestino, encontradas em frutas, vegetais, grãos integrais e legumes.

Simplificando, os probióticos são as próprias bactérias “boas”, enquanto os prebióticos são o seu “alimento”. Comer ambos pode trazer benefícios significativos para a saúde intestinal e para o corpo em geral.

Vamos agora dar uma olhada em oito alimentos – quatro contendo probióticos e quatro contendo prebióticos – que devem ser consumidos com frequência para se ter um intestino saudável.

Leia também: Alimentos probióticos e prebióticos: você sabe o que são e qual a diferença? Benefícios e onde encontrá-los

READ  O Archeoclub Aricino Nemorense também participa da iniciativa "Frascati Scienza"

Probióticos

queijo

Rico em bactérias do ácido láctico e outros microorganismos benéficos queijo É uma excelente fonte de probióticos.

se fosse possível, Preferimos o produto feito com leite cru (É melhor evitar este alimento se estiver grávida ou imunossuprimida), porque cozinhar o leite mata seletivamente uma variedade desses microrganismos.

Missô

Pasta fermentada de soja, típica da culinária oriental Rico em probióticos e fibras valiosas Para a nossa flora intestinal. Podemos comprar missô online ou em lojas especializadas em comidas étnicas.

Se não somos especialistas em receitas de origem japonesa ou chinesa, podemos introduzir o missô na nossa cozinha como substituto do sal nos primeiros pratos ou em receitas à base de carne ou peixe.

Oliva

Além dos ácidos graxos monoinsaturados (especialmente o ácido oleico, que demonstrou reduzir o colesterol “ruim” (LDL) e aumentar o colesterol “bom”, ajudando a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, como aterosclerose e acidente vascular cerebral), Oliva Eles são ricos em polifenóis que ajudam no crescimento das bactérias intestinais.

vinagre

Seja vinho ou maçãs, Vinagre É um produto fermentado e, portanto, contém muitos probióticos que são benéficos para o nosso microbioma intestinal.

Podemos usar vinagre para enriquecer o sabor dos nossos segundos pratos ou para temperar saladas ricas de verão.

Prebióticos

Cogumelos

Que tipo, eu sou Cogumelos Eles são sempre uma boa fonte de fibra que pode ser transformada em alimento para as bactérias do intestino.

Além disso, contêm uma série de compostos bioativos que não são encontrados em outros alimentos e podem proporcionar benefícios à saúde, incluindo: Ergotioneína (Anantioxidante), e tem diversas funções no corpo.

Leguminosas

Feijão, lentilha ou grão de bico, enlatados ou secos: i Leguminosas Eles são uma excelente fonte de fibras e outros compostos vegetais saudáveis, como os polifenóis, que ajudam os micróbios intestinais.

READ  Por que movemos nossos braços quando andamos? A ciência vem procurando pela resposta há anos

Mas tenha cuidado: a crescente popularidade das leguminosas nos últimos anos levou as empresas a produzir Lanches que contêm leguminosas e não contêm nenhum dos benefícios das leguminosas Na sua forma, processamento mínimo.

Esses lanches não fazem bem ao intestino e não são nada baratos – por isso é melhor evitá-los.

Chocolate escuro

o Chocolate escuro (com mais de 70% de cacau), é um alimento Excelente para satisfazer o paladar e melhorar a saúde intestinal.

O cacau contém polifenóis que são bons para o intestino, e o baixo teor de açúcar significa que é mais difícil consumir muito de uma só vez e pode ser mais satisfatório, graças ao seu sabor rico e amargo.

Pão com fermento natural

Pão com massa fermentada, comparado ao pão tradicional com fermento de cerveja, pode trazer benefícios Mobilidade intestinal Por várias razões:

  • o longo Fermentação O fermento natural (12 a 24 horas ou mais) permite a decomposição de parte do glúten e dos amidos presentes na farinha, o que reduz o risco de inchaço, gases e peso no aparelho digestivo.
  • Além disso, durante o processo de fermentação, a levedura mãe é produzida PrebióticosE fibra indigerível, que atua como alimento para as bactérias “boas” do intestino.

Mais dicas sobre o microbioma intestinal

Lembremos, antes de tudo, Coma muitos frutos e vegetais Sazonalidade, de qualquer natureza, limitando o consumo frequente de alimentos artificiais e processados.

Além de, Bebemos muita água Durante o dia: A hidratação contínua traz muitos benefícios para o nosso corpo em geral – ajuda a melhorar a motilidade intestinal, tornando as fezes macias e fáceis de evacuar.

Por fim, dedicamos pelo menos 30 minutos por dia a issoExercício físico – Mesmo que seja apenas uma caminhada ao ar livre ou um pouco de musculação.

READ  A única dieta que realmente funciona e é fácil de seguir é esta: não é por acaso que as populações estão diminuindo em todos os lugares.

Não quer perder nossas novidades?

Também recomendamos o seguinte: