Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Portugal bate mais um recorde em energias renováveis ​​/ Notícias / Home

O outono em Portugal oferece um espetáculo único de entretenimento aéreo. Os ventos vindos do Oceano Atlântico sopram fortemente em direção ao continente e pelas ruas das cidades costeiras, enquanto chuvas torrenciais caem sobre as colinas verdejantes. Tudo isto enquanto as ondas do mar se elevam enormemente em paredes de água que depois se chocam assustadoramente contra as falésias, a poucos passos das cidades, criando um espectáculo único. para Nazaré As ondas são famosas no mundo todo e podem chegar a 30 metros de altura: a cidade é a Meca dos surfistas corajosos que desafiam o destino, surfando ondas que só são acessíveis de jet ski. Mas o que pode parecer para alguns um espetáculo para desfrutar, Para outros, representa a solução óbvia para as necessidades energéticas de Portugal: um Combinação perfeita de energia eólica, hidrelétrica e solar.

Não é nenhuma surpresa, então, que a terra dos pores-do-sol pitorescos, De 31 de outubro a 6 de novembro, durante 149 horas consecutivas, conseguiu produzir uma quantidade total de energia a partir de fontes verdes capaz de satisfazer plenamente a procura dos utilizadores industriais e domésticos em todo o país.. Para ser mais preciso, em mais de 6 dias, as fontes de energia renováveis ​​produziram 1.102 GWh, superando o valor do consumo nacional no mesmo período em 262 GWh, excedente que foi exportado para a vizinha Espanha. Isto não significa que os sistemas de gás não estivessem funcionando. Na verdade, estavam prontos para partir e à espera de enviar energia, se necessário, para colmatar qualquer défice devido à elevada volatilidade das fontes de energia renováveis. Mas graças às fortes chuvas e aos ventos constantes daqueles dias, isso não foi necessário. Hugo Costa, diretor da EDP Renováveis, braço de energias renováveis ​​da entidade estatal – que foi privatizada em 2012 – disse que o impacto nos consumidores foi positivo, uma vez que os preços “caíram significativamente”.

READ  Contas de eletricidade e gás: de contratos indesejados a call centers agressivos, como se defender

esse registro Ele quebrou o recorde anterior de 2019, quando o show 100% contínuo durou 131 horas. Mas para atingir os objetivos climáticos do Acordo de Paris até 2050, Portugal terá de fazer mais. Terá de apoiar continuamente a sua rede energética interna sem emitir carbono: não durante 6 dias, mas durante todo o ano.. Na Europa, alguns países já estão a fazer isso, recorrendo a fornecimentos generosos de energia hidroeléctrica, que se desenvolveu em grande parte antes de começarmos a falar sobre a crise climática e que orientou as decisões de investimento em centrais eléctricas. No entanto, outros países estão a alcançar excelentes resultados em energia limpa graças às centrais nucleares. Portugal enquadra-se numa categoria diferente, a de diversificar e maximizar o mix de energias renováveis, sem ter capacidade nuclear ou planos para construí-la..

O caminho de descarbonização de Portugal começou já por aproveitar algumas centrais hidroelétricas pré-existentes. Mas a maioria, Nos últimos anos, o país comprometeu-se a construir e operar centrais de energia renovável de forma rápida e em série, assim que as tecnologias subjacentes se tornarem acessíveis.. Já prometeu em 2016 que o país seria zero líquido até 2050, vários anos antes de ser tomada uma decisão a nível da UE. As mais recentes usinas a carvão Fechou em 2022deixando o gás (importado) como o único combustível fóssil no mix energético nacional. O mesmo que vários governos têm tentado cada vez mais reduzir: segundo a REN – empresa responsável pelo transporte de eletricidade e gás natural no país – a utilização de gás natural para produção de eletricidade em Portugal caiu 39% em termos homólogos no período de janeiro a outubro de 2023. Isto faz com que o consumo total de gás tenha atingido o seu nível mais baixo desde 2006, representando apenas 21% do consumo total.

READ  Geladeira não resfria e faz barulhos estranhos: há dois problemas

Garantido, Em vez de se concentrar e depender principalmente do vento, da água ou do sol, Portugal tem sido especialista em integrá-los num portfólio equilibrado e em encontrar formas de os tornar mais integrados.. As empresas energéticas portuguesas estão atualmente a planear construir novos parques eólicos offshore, bem como modernizar antigas centrais onshore para melhorar o seu desempenho, além de expandir significativamente as centrais solares existentes. É por isso que os céus cinzentos em Portugal não prejudicam em nada a produção global de energia renovável, como poderia acontecer na Califórnia ou no Havai.

O recorde alcançado no início de novembro resulta também da coincidência de dois fatores comuns aos chamados meses intermédios: Neste período, há geralmente uma abundância de climas favoráveis ​​(vento e chuva), bem como menores necessidades de aquecimento ou arrefecimento em comparação com o verão e o inverno.

No entanto, Portugal terá de enfrentar enormes desafios nos próximos anos se quiser cumprir as suas obrigações, especialmente no que diz respeito a este Atingir a meta de 85% de energia renovável até 2030. Os principais factores incluem uma burocracia preocupante, processos de licenciamento lentos e a complexidade de equilibrar os impactos ambientais com a necessidade de energia mais limpa.Considerando que os melhores parques eólicos onshore já foram ocupados. Adicionado a isso Disponibilidade limitada de baterias para armazenamento de energiaO que se tornará cada vez mais indispensável à medida que aumentam as quotas verdes para a produção de eletricidade. Se isto não bastasse, o Primeiro-Ministro António Costa demitiu-se há poucos dias devido à investigação em curso, segundo a qual ele e outros responsáveis ​​governamentais estavam envolvidos num caso de corrupção ligado, mesmo involuntariamente, a projectos de hidrogénio verde e lítio no norte de o país. Como resultado, foram convocadas novas eleições para Março de 2024. Isto conduzirá inevitavelmente a atrasos em várias frentes, desde a aquisição de novos parques eólicos offshore até depósitos de armazenamento de energia, entre outros.

READ  Exaustor: Se o limpar desta forma, ficará completamente desinfetado e ficará como novo

Isto não nega a importância do resultado alcançado por Portugal até agora. Aplausos duplos se você pensar bem O país ibérico tem um dos custostaxas de quilowatt-hora estão entre as mais altas da Europa. Isto serve como um lembrete de que um futuro mais verde é e sempre será uma decisão política corajosa.

Sou formada em Economia e Análise Financeira, e atuo no setor financeiro sustentável desde 2014 com foco na América Latina, que me acolhe há muitos anos. Colaborei com ONGs ativas na área de microfinanças e empreendedorismo social, e atuei em diversas funções em empresas de consultoria e bancos éticos, até chegar a fundos de investimento especializados em investimento de impacto. Numa procura constante de respostas e soluções para os muitos problemas que afectam o Sul do mundo e não só. A viagem – partir sem saber quando voltaria e para que nova ‘casa’ – foi a companheira fiel durante anos tão despreocupada quanto ocupada, permitindo-me quebrar as barreiras externas e internas, e saborear as paisagens, cheiros e melodias de lugares que de outra forma permaneceriam distantes, O que satisfaz uma curiosidade sem fim. Acredito num mundo mais saudável, equilibrado e inclusivo, onde a diversidade possa ser valorizada. Para a Unimondo procuro transmitir, sem filtros, a verdade e a sensibilidade que encontro e absorvo no meu caminho.