Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Juventus, promotores pedem a condenação de 13 suspeitos, incluindo Andrea Agnelli

Treze dos 16 suspeitos estão sendo julgados, incluindo o ex-presidente Andrea AgnelliParticipe da investigação Contabilidade falsa O Ministério Público de Turim assume que estão empenhados em reduzir a grande responsabilidade dos Juventus.

Na manhã de hoje, os procuradores Marco Gianoglio, Mario Bendoni e Ciro Santorello enviaram ao juiz de instrução um pedido de delação premiada, que segue o quadro acusatório para arquivar as investigações. No entanto, os três membros do Conselho de Revisores Jurídicos foram removidos da primeira lista de suspeitos. Por aí Silvia Lerici (Defesa do advogado Marco Calleri), Nicoletta Barracini E o chefe Paulo PicatiAmbos são assessorados pelo advogado Luigi Giuliano.

Os três prefeitos – cuja posição será direcionada para o ajuizamento da ação – solicitaram que os juízes os ouvissem e, naquele interrogatório realizado na sexta-feira, mostraram à promotoria que não participaram das disputas: além de este. À falsa contabilidade, as denúncias dos dirigentes dizem respeito a informações privilegiadas, obstrução à fiscalização do Consob e notas fiscais falsas.

No centro da investigação está A mais-valia é artificial de 155 milhões de eurosA fake news da manobra salarial, os prejuízos operacionais são menores que os reais. Mas outros elementos podem ter sido encontrados nas últimas semanas pela Guardia di Finanza, que está conduzindo as investigações, e não está excluído que outras disputas sejam adicionadas em breve às feitas contra os suspeitos em 24 de outubro.

No entanto, o clube está convencido de que pode provar a autenticidade da obra. A Juventus FC explicou ontem que “com base em um forte corpo de opiniões de profissionais jurídicos e contadores seniores – diz uma nota oficial – o Conselho de Administração da Juventus, Paktanaz, chegou à conclusão unânime dos nove diretores em exercício em 28 de novembro de 2022, que o tratamento contabilístico adotado nas demonstrações financeiras controversas se enquadra no permitido pelas normas contabilísticas aplicáveis, não parecendo existirem os litígios do Procurador-Geral da República.

READ  Guardiola insulta Bielsa e Manchester City com uma vitória massiva: 7-0!