Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Guerra Ucrânia-Rússia, notícias de 1º de maio |  Alerta de aeronaves em muitas cidades, inclusive em Kiev.  Moscou remove o general Mezentsev como o “açougueiro de Mariupol”.

Guerra Ucrânia-Rússia, notícias de 1º de maio | Alerta de aeronaves em muitas cidades, inclusive em Kiev. Moscou remove o general Mezentsev como o “açougueiro de Mariupol”.

• Moscou demite o general Mezentsev, o “açougueiro de Mariupol”, responsável pela logística. Em seu lugar está Alexey Kuzmenkov.
• Prendendo sabotadores nas ferrovias russas: a batalha atrás das linhas.
• Wagner: «Um quilômetro e meio e tomamos Bakhmut».
• Kiev bombardeando a região de Bryansk na Rússia.

05h46 – Missão de Paz da Santa Sé, crianças deportadas e encontro com Kirill: o que o Papa Francisco tem a dizer sobre a Ucrânia

(Jian Guido Vicky) «Nessas reuniões, não falávamos sobre Chapeuzinho Vermelho … Todos estão interessados ​​​​na paz na Ucrânia. Estou disposto a fazer o que for preciso. Agora um trabalho em andamento. Ainda não foi publicado, avisarei quando for público.” O voo AZ4001 decolou há cerca de dez minutos quando Francesco se juntou aos jornalistas que o acompanharam nos três dias em Budapeste.


– Papa Francisco no final de sua visita à Hungria (ANSA).

05:02 – explosões em Kiev, defesa antiaérea em ação

Uma série de erupções foram relatadas Kyiv, de acordo com a reportagem da mídia ucraniana. O chefe do gabinete presidencial, Andrei Yermak, disse que a defesa antiaérea está funcionando. A administração militar da capital ucraniana pediu aos moradores que fiquem em abrigos. O alerta de ataque aéreo na cidade disparou por volta das 3h40 e está ativo há muito tempo.

04h31 – Ponto Militar | 66 sabotadores ucranianos presos por ataques a ferrovias russas: a batalha atrás das linhas

(Escrito por Andrea Marinelli e Guido Olympio) A sabotagem contra as ferrovias na Rússia, a eliminação de colaboradores, os “acidentes” não confirmados nas indústrias de guerra: são vários episódios que falam da outra guerra, aquela atrás das linhas contra Moscou. Durante meses, a rede ferroviária da Rússia foi afetada pela interrupção, uma repetição do que aconteceu na Bielo-Rússia, uma das linhas de retaguarda logística dos militares. Essas ações abrangeram 21 regiões e resultaram na prisão de 66 pessoas, a maioria jovens.

READ  Confrontos entre Gaza e Israel, 40 mortos. Mais de mil foguetes foram lançados da pista. Uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU

03:56 – Bobo: «Não vou mais para Moscou. Mas não polêmico

Após as divergências dos últimos dias, ele se virou: Bobo não irá mais para Moscou, para o festival “patriótico” a caminho de Yalta, onde deveria ser o juiz e o superapresentador.

03h47 – Alerta de avião sobre grandes partes da Ucrânia, incluindo Kiev

Nova noite de medo na Ucrânia. EU’alarme de ataque aéreo Foi lançado nas primeiras horas do dia em grande parte da Ucrânia, inclusive em Kiev. A mídia local noticiou. Ontem à noite, as forças russas bombardearam a cidade de Orekhiv, Zaporizhye Oblast.

03h24 – Moscou remove o general Mezentsev, o ‘Açougueiro de Mariupol’

O exército russo substituiu o general mais graduado encarregado da logística, antes do esperado contra-ataque de Kiev. A confirmação ocorre após dias de rumores sobre a demissão do general Mikhail MezentsevConhecido como o “Açougueiro de Mariupol” por seu papel no cerco da cidade portuária um ano antes.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que Alexei Kuzmenkov, ex-oficial da Guarda Nacional, substituiu Mezentsev. “Kuzmenkov foi nomeado para o cargo de vice-ministro da Defesa da Rússia, responsável pelo apoio logístico das forças armadas”, disse o comunicado. No entanto, as razões para a substituição de Mizintsev após apenas sete meses no cargo não foram estabelecidas.

02h50 – Explosões foram sentidas na cidade ocupada pelos russos de Berdyansk perto de Zaporizhia

02h39 – Wagner: “Perdemos um quilômetro e meio para pegar Bakhmut.”

“Nossos combatentes têm que percorrer um quilômetro e meio até a área urbana para libertá-los Bakhmut (em Artemovsk, Rússia) Um soldado da milícia especial de Wagner disse à agência estatal russa RIA Novosti. “A linha de frente está cada vez mais próxima (da periferia oeste da cidade). O exército ucraniano está a um quilômetro e meio de distância, acrescentando que sua unidade conseguiu invadir um prédio com prédios residenciais atrás da linha férrea, que divide a cidade em duas partes. As mansões estão localizadas em uma colina de onde o exército ucraniano monitorou e corrigiu o fogo contra os grupos de assalto de Wagner. Ele acrescentou que homens armados de Kiev controlaram até agora o prédio do instituto médico localizado no ponto mais alto do oeste de Bakhmut.

01:26 – Kiev: “O inimigo falha em controlar Bakhmut”

Apesar de alcançar muitas vitórias, as Forças Armadas Russas “falharam em capturar uma cidade” Bakhmut. A vice-ministra da Defesa, Anna Maliar, escreveu no Telegram. “O inimigo continua seu ataque a Bakhmut, e a luta feroz continua até na própria cidade. “O inimigo não conseguiu assumir o controle de Bakhmut, apesar de lançar todos os seus recursos na batalha e obter algum sucesso”, disse Malyar.


– Soldado ucraniano em uma trincheira perto de Bakhmut (AFP)

00:24 – explosão em Pavlogrado, região de Dnipropetrovsk