Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Franco Perino: “Porque o jejum intermitente ajuda você a viver melhor.”

Franco Perino: “Porque o jejum intermitente ajuda você a viver melhor.”

convivência com humanos rápido por cerca de dois milhões de anos. Quando eram caçadores e coletores porque não conseguiam encontrar comida em certos dias e depois se tornaram agricultores, ou seja, nos últimos 12.000 anos, devido às frequentes fomes e guerras. Só hoje, nos países ricos, comemos três ou mais vezes ao dia e esquecemos as práticas periódicas de jejum impostas por todas as religiões.. Cada vez que comemos glicose Não é usado imediatamente, armazenamos no fígado na forma de glicogênio com um máximo de 7-900 calorias que serão consumidas durante o jejum que segue cada refeição: se jejuarmos por 12 horas será todo consumido.

Como funciona o jejum?

Se jejuarmos por um período mais longo, o fígado começa a fabricar novas moléculas de glicose, mas nível de açúcar no sangue (concentração de glicose no sangue) ainda é baixa e nosso tecido adiposo libera gordura armazenada para garantir que nossos órgãos sejam alimentados. A depleção do glicogênio hepático é mais rápida naqueles que fazem trabalho físico intenso: Quem caminha na serra, por exemplo, muitas vezes percebe, ao chegar ao abrigo, que seu hálito cheira a acetona. Durante o jejum, de fato, uma vez que o glicogênio é ingerido, as gorduras do fígado são convertidas em corpos cetônicos, substâncias semelhantes à acetona que são um excelente alimento tanto para o sistema nervoso quanto para os músculos e vários outros órgãos. Os corpos cetônicos começam a subir após cerca de 8 horas de jejum. O Pai Eterno sabia que nem sempre encontraríamos comida, por isso cuidou para que mesmo durante o jejum as células nervosas fossem bem alimentadas para manter nossa capacidade de encontrar comida acordada, ainda mais alerta, e até os músculos eram eficientes.

READ  O que você sabe para proteger sua saúde
jejum intermitente

Estávamos programados para tê-lo jejum intermitente Muitos indicadores indicam que é uma boa ideia praticá-lo, mesmo que não precisemos mais. Podemos jejuar um ou dois dias não consecutivos por semana, ou em dias alternados, ou em jejum de 16 a 18 horas por dia, por exemplo, café da manhã entre sete e nove, almoço entre 12 e 14, e depois consumir apenas líquidos que não contenham calorias até a manhã seguinte. Estreitar a janela de tempo que você come pela manhã (café da manhã e almoço) é mais eficaz do que comer apenas à tarde e à noite (almoço e jantar) e pular o café da manhã. o jejum intermitentemesmo quando você geralmente não come e não perde peso:- Força as células a descansar para economizar energiapor um lado, ao reduzir a proliferação celular e a síntese proteica, e por outro, ao ativar a autofagia, ou seja, o reaproveitamento de proteínas inativadas que se depositaram no interior das células – estimula a formação de novas mitocôndrias, plantas energéticas, tanto nos neurônios como nos músculos – previne a inflamação, melhora a artrite reumatóide, melhora a asma – melhora a ação da insulina, reduz a massa gorda, especialmente a obesidade abdominal, previne a síndrome metabólica e diabetes – reduz a pressão arterial e a pulsação e aumenta a variabilidade da frequência cardíaca – reduz as complicações da cirurgia – aumenta as defesas antioxidantes, repara o DNA, retarda o envelhecimento – Em estudos com animais, previne doenças neurodegenerativas.

Vantagens

Em humanos, pequenos estudos indicam que dieta cetogênica, cujos efeitos imitam os do jejum, melhora tanto a doença de Parkinson quanto a de Alzheimer. Em animais, reduz o risco de câncer e melhora significativamente a sobrevida. Mais estudos mostram que também faz isso em humanos – Aumenta a eficácia da quimioterapia e evita danos às células normais – Reduz o açúcar no sangue (o principal alimento para as células cancerígenas) e aumenta a produção de corpos cetônicos, que não podem ser usados ​​como alimento para o câncer células Ao contrário daqueles que reduzem a ingestão diária de calorias, o jejum intermitente geralmente não faz você sentir fome, sente-se enérgico, de bom humor, confiante, apático, a libido não diminui. Não há necessidade de se estuprar com um jejum completo. Pode ser suficiente fazer um jantar muito leve, ou comer apenas vegetais um ou dois dias por semana: já existem ensaios clínicos que o comprovam.

READ  Ifax, em que estágio está a vacina italiana? É por isso que promete ser eficaz contra variantes