Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Fé, ciência e virtude se encontram no Anagni da Décima Segunda Edição do Prêmio Bonifácio VIII

Fé, ciência e virtude se encontram no Anagni da Décima Segunda Edição do Prêmio Bonifácio VIII

Domingo, 7 de maio, Anagni voltou a ser a capital da “Cultura da Paz”, graças à cerimônia de entrega do Prêmio Internacional e Nacional Bonifácio VIII, agora em sua vigésima primeira edição, que foi inaugurado no último dia 22 de janeiro com a presença extraordinária de Sua Santidade Teodoro II, Papa Ortodoxo de Roma e Patriarca de Alexandria, Egito e toda a África.

Este lançamento está incluído no contexto do atual ano letivo e das iniciativas do 20º aniversário da Boniface Academy (2003-2023). O herói indiscutível do dia foi, sem dúvida, Sua Eminência o Cardeal Luís António Joaquim Tagle, que de imediato conquistou o coração de todos com a sua ternura e simpatia. Na primeira parte da visita à Cidade dos Papas, de forma informal, o ilustre convidado pôde visitar a beleza de Anagni de forma calma e sobretudo interessada, começando pela Catedral Basílica, a cripta de San Magno . e a sacristia recebeu, graças à disponibilidade do pároco, P. Marcello Coretti, e foi acompanhada pelo Reitor, Professor Santi de Angelis, que em seguida trouxe o conhecido Cardeal ao escritório de representação de Bonifaciana para começar solenemente o dia e ter uma dedicação pessoal no Quadro de Honra. Em seguida, foi a vez do Presidente do Comitê Científico, Monsenhor Enrico Dal Covolo, que recebeu seu amigo Cardeal e com ele os mais altos expoentes da Academia, dirigiu-se à Praça Innocenzo III para chegar e receber os acadêmicos e homenageados de suas respectivos escritórios.

Seguiu-se a visita ao palácio papal de Bonifácio VIII na presença de todos os que o acompanhavam, entre eles o prefeito Daniele Natalia. A parada no caminho para chegar à comuna é muito sugestiva, na Piazza Dante para homenagear Madonna del Buon Consiglio, padroeira da diocese de San Giovanni por alguns minutos, no palco da missa, que logo depois, o bispo da diocese, monsenhor Ambrogio Sprivik, ia celebrar. Tagle, acolhido pelos Padres Caracciolini e pelo Vigário Geral da Ordem, Padre Giampaolo Gasparini, presente à pregação do Triunvirato, ficou muito satisfeito com a acolhida espontânea dos fiéis e beatos presentes. A procissão retomou então para a Piazza Cavour, onde o prefeito depositou uma coroa de louros sobre os “caídos pela paz”, com honras militares e um piquete de honras Bersaglieri para o exército italiano com fanfarra da brigada Bersaglieri de Garibaldi em Caserta.

Por fim, o momento tão esperado, a chegada à Câmara Municipal, onde houve a abertura oficial na Sala della Ragione com a execução dos hinos nacionais da Itália e da Europa, interpretada pela Fanfarra dos Bersaglieri dirigida pelo Maestro Marco Di Lucia , seguido de saudações institucionais: do Prefeito da Cidade de Anagni Daniele Natalia , do Conselheiro Provincial Riccardo Ambrosetti, do Presidente do Comitê Científico Enrico Dal Covolo e do Reitor da Universidade, Reitor da Academia Bonifaciana Sant’Angeles ,

READ  Para "entender" a ciência, você precisa de um pouco de esporte

As intervenções na sala foram coordenadas pela Dra. Paola Zagnoni, que deu a palavra ao discurso inaugural de Sua Eminência o Cardeal Luis Antonio Jochem Tagle, ex-Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos (Intenções Propagatórias) agora a favor da juramento. Pela primeira evangelização e novas igrejas particulares da Ordem de Evangelização do Dicastério e Grande Chanceler da Pontifícia Universidade Urbaniana, Arcebispo Emérito de Manila (Filipinas).

Seguiu-se a cerimónia de entrega de prémios e a intervenção do Sr. Denis Niske, membro da Comissão de Problemas Económicos e Monetários e da Comissão de Desenvolvimento Regional. Seguiu-se uma breve mas sentida intervenção do ilustre convidado e amigo de Bonifaciana, Luca Spardella, membro da Primeira Comissão (Assuntos Constitucionais, Gabinete do Primeiro-Ministro e Interior) e da Comissão Parlamentar de Direcção e Supervisão Geral. Para serviços de rádio e televisão.

Quanto ao setor da diplomacia, o Comitê Científico pretende homenagear Sua Excelência o Dr. Anacle Bondzinghi, Conselheiro Titular da Embaixada da República do Gabão junto à Santa Sé, seguido de uma breve saudação do Senador Francesco Orraro, Membro do Conselho Secular. Conselho de Estado – Gabinete do Presidente, entre outros Senador Académico e Membro da Comissão Científica Bonifaciana.

Para o setor institucional, a noite foi presenciada por dois brilhantes oficiais: o Brigadeiro General Mario Ciora, comandante da Brigada “Garibaldi” de Caserta, e o Brigadeiro General Roberto Nardoni, comandante do apoio logístico do Exército Italiano, que foi seguido por um interlúdio musical. Com alarde, antes de homenagear o senador Enrico Borghi, membro da Comissão Parlamentar de Segurança da República.

Finalmente, no âmbito social e eclesiástico, o Prêmio Internacional Bonifácio VIII foi concedido a Sua Excelência Monsenhor Iring Belyk, de nacionalidade ucraniana, Eparca Emérito de Pucak, atual cônego da Capela Pontifícia de Santa Maria Maggiore, em Roma.

Seguiram-se os cinco Prémios Nacionais, destinados à advogada Silvana Baratore de Messina, ao Tenente da Marinha Antonio Gravina, originário de Taranto, mas agora sempre levado para Anagni, ao crítico de arte Professor Alfio Borghese de Frosinone e à Professora Ida de Bonis , Ph.D. de Fondi .

READ  Carisma: A Ciência da Alma, Revisão: A Fronteira entre Ciência e Fé

A cerimônia foi concluída com as novas nomeações de ilustres acadêmicos, do cargo e de dois membros do Comitê Científico, propostos diretamente por Monsenhor Dal Covolo, na pessoa do Professor Don Maria Aruquiam Kanaga, Vice-Presidente de “Maria Sidi della Sapienza”. Condado “Pontifícia Universidade Salesiana” e Dr. Pierre Luigi Villari, conhecido autor de livros históricos e funcionário do Laboratório de Mosaicos do Vaticano.

Entre os presentes, destacou-se o Presidente do Júri do VIII Prêmio Bonifácio, Monsenhor José Manuel del Rio Carrasco, o Assistente Espiritual Don Edmer Irunga e vários delegados ou membros do Comitê Científico e acadêmicos começando pelo Tenente General Gerardo Vincenzo Restino , Engenheiro Tonino Severini, Cavalier Domenico Lizzi, Professor Enrico Fancioli, Engenheiro Luca Cardinale, Cavalier Fabrizio Cacciatori, Professora Cristiana Cardinale, Cavalier Danilo Cacciatori, Contador Massimo Le Pira, Sr. Fabrizio Savoni, Sra. Avellani com seus filhos Diego e Mattia (cuja fazenda “Marlita Teresa” em Biglio com garrafas de Bonifacio VIII para todos os convidados).

Antes do vigésimo aniversário de fundação da Accademia Bonifaciana – disse o Reitor Sant de Angeles – e neste solene aniversário, fiz a mim mesmo uma pergunta e também me dei uma resposta. Por que você conta os anos, qual é o ponto? Contando os anos e lembrando, contando os anos e recomeçando, contando os anos e agradecendo, contando os anos e descobrindo que “a providência faz”. Em comemoração aos vinte anos da Academia Bonifácio e aos 21 anos do Prêmio Bonifácio VIII, penso em um baú cheio de preciosidades: os fatos de nossa história, a beleza interior, os testemunhos de pessoas que passaram por nossa instalações por vinte anos, ou dos lugares que visitamos, as caridades que foram testadas e as belas tradições que acompanharam e alimentaram a fé do povo de Bonifaciana, agora espalhada por toda a Itália e no exterior, são nomes, rostos, sons, pessoas. Pessoas que, infelizmente, não estão mais fisicamente conosco… e também daquelas pessoas que contribuíram para tornar nossa instituição parte da Providência, pequena talvez, certamente não perfeita, mas ainda assim bela. A sabedoria que deve inspirar a nossa atitude para com a “humanidade”, de facto, deve ter em conta a qualidade moral e espiritual da vida em todas as suas fases. Que reconhecimento alguém pode obter hoje cultura de paz ? Que cultura de paz inspira a proteção da vida humana?

READ  Medicina: Dino Casaroto morreu de doença cardíaca em Pádua - Veneto

A tarefa da vida é educar uma pessoa, suas qualidades espirituais e relacionais, a capacidade de curar suas feridas e amar a sociedade. E agora cabe a nós continuar de acordo com os desafios destes tempos – prosseguiu o reitor – com coragem e amor às nossas convicções religiosas sem descuidar do diálogo com as outras religiões… manter as relações com as instituições do Estado que deu-nos o Natal e com os nossos irmãos e irmãs, especialmente os mais necessitados, com generosidade e criatividade, constantes na fé como o nosso primeiro destinatário: São João Paulo II, certo de que a providência nunca nos abandona, como nos ensinou o Papa e testemunhou Bonifácio VIII, cuja memórias que minha nobre cidade de Anagny preserva. A meta que mais uma vez nos propusemos este ano é, certamente, a meta que São João Paulo II nos desejou diretamente, em 2003, por ocasião da entrega de Bonifácio a sua pessoa e que “a Academia Bonifácio contribui com todas as iniciativas úteis construir um mundo mais justo e fraterno, em prol da promoção dos autênticos valores humanos e cristãos, e que “Bonifacio” se torne no mundo um sinal de uma verdadeira cultura da paz e um momento insubstituível e muito prestigioso para promover a terra de Ciociaria . “…numa sociedade caracterizada pelo individualismo e movimento “globalização da indiferença”, Promover a educação para os valores da paz e redescobrir o valor autêntico e inalienável da solidariedade e da fraternidade são sinais de uma grande civilização e condições necessárias para o crescimento do homem e da sociedade. Antes que o direito à paz seja um valor político, moral e social – como afirmava o Presidente do Senado da República Pietro Grasso em sua mensagem em 2014 para abrir aquele ano letivo – é uma necessidade moral fundamental dos seres humanos e dos povos, é um bem público universal que deve ser reconhecido, aplicado e eficazmente tutelado em todos os níveis…”. “A paz não é desfrutada. Você é feito. A paz não está no nível já alcançado, é um nível mais alto ao qual devemos sempre aspirar.”

sServiço e fotos gentilmente cedidas pela Assessoria de Comunicação Social da Academia Bonifácia