Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Carisma: A Ciência da Alma, Revisão: A Fronteira entre Ciência e Fé

Carisma: A Ciência da Alma, Revisão: A Fronteira entre Ciência e Fé

Há uma fronteira indistinta entre ciência e superstição, uma barreira que racionalmente nos leva a considerá-la um muro intransponível, não importa de que lado nos encontremos. A história nos ensinou que a ciência tende, lentamente, a minar uma parte daquelas crenças que a religião e as crenças tendem a considerar intocáveis, mas o empirismo nem sempre é capaz de compreender os fenômenos inexplicáveis ​​que, na ausência de explicações terrenas, resultam no sufismo . Nesta região fronteiriça, Fabio Guaglione Eu queria construir o segundo pilar do que hoje podemos considerar o Guaglioverse, Carisma: a ciência da alma.

Tendo lançado as bases deste universo comum com Profetas de quarentenaonde Guaglione introduziu uma reinterpretação do personagem do cânone do super-herói, com Carisma: a ciência da alma Olhar de autor, apoiado por Maria Rita Burrito E Silvia Mercon, passa a outro tema caro à cultura pop, que recentemente também voltou à moda no campo dos quadrinhos: a possessão. Tornou-se uma das pedras angulares do cinema de terror após o culto exorcistaA possessão, seja demoníaca ou de outra natureza, tornou-se parte do tecido cultural contemporâneo, sendo rejeitada em várias chaves narrativas, como vimos com abandonado por kirkman ou nosso próprio Samuel Stern. A própria noção de posse está aberta a uma série de interpretações, por outro lado, que, embora partindo de um elemento motivador comum, dão lugar a uma direção de acordo com as escolhas narrativas do autor, permitindo-nos passar de histórias em que as posses são o ocorrência de vasos predeterminados ou aleatórios, entidades de outros níveis de existência.

Carisma: a ciência da almalinha de fronteira

No caso do volume publicado pela Panini, esse conceito foi adaptado para uma nova leitura, dando ao leitor a chave de interpretação já no título: A ciência da alma. Há claramente dois conceitos contraditórios, comparando a experiência empírica comprovável com o conceito abstrato e metafísico, e os elementos presentes, no carisma, devem se entrelaçar tanto que o leitor sente que a barreira acima mencionada é incrivelmente fina, se intocada pelas rachaduras que permitir que esses dois mundos diferentes se fundam.

READ  Bulimia e anorexia: cuidado com os contraceptivos orais

Isto é o que você encontra para descobrir Clara De Martini, uma mulher cientista convocada pelo Tribunal de Trieste como advogada externa em um suposto caso de posse. A prática usual, que afirma que antes de anunciar uma visão religiosa de um evento, todos os aspectos são analisados ​​cientificamente, a fim de descartar complicações médicas ou psicológicas da suposta propriedade. Clara assume esse papel de advogada do diabo, encarregada de descartar qualquer patologia clínica que possa explicar logicamente o evento, tarefa que a leva a se unir a um exorcista, padre Jack, cujos talentos não o tornaram aceitável nos círculos da igreja.

Esta dupla encarna perfeitamente a contradição entre fé e ciência, pólos de uma dinâmica narrativa em que a suspeita mútua encontra uma forma de emergir por meio de uma trajetória satírica bem gerida, um espelho de dois personagens angulosos, muito semelhantes ainda que movidos por impulsos e experiências diametralmente opostos. Charisma: Souls vive especificamente neste paradoxo em evolução, que é impulsionado pela história humana em que os dois protagonistas estão envolvidos, um suposto caso de possessão finalmente apresentado a um terceiro ator, o jovem Eric. Um homem com um passado misterioso, recebido por um exorcista sob sua asa protetora, Eric parece ser dotado da capacidade de interagir com pessoas possuídas em um nível mais profundo, como se estivesse em contato pessoal com elas.

Como se pode imaginar, a parte mais complicada de uma história como Charisma: The Science of the Soul é encontrar uma colisão funcional entre os componentes científicos e espirituais. Se se pode ter uma visão mais livre, permanecendo dentro de um meio epistemológico acentuado pela tradição religiosa, em nível científico, o ato de pesquisar e verificar fatos para encontrar uma aparência de racionalidade em uma situação tão sugestiva é tudo menos simples. Nos diálogos entre Clara e padre Jacques, aparece essa busca louca por uma fórmula narrativa que dê pleno mérito a ambos os pontos de vista, e o resultado, como dito nos acréscimos de volume, é um cenário em tempos de loucura.

READ  Nutrição Racional
Caricatura

Independentemente dessa construção narrativa sutil, ninguém pode deixar de apreciar o enredo emocionante que é dado à narrativa. Não temos uma simples comédia de terror, na verdade esse componente parece quase riscado apenas para dar mais substância à trama em que prevalece o elemento thriller, principalmente na segunda parte do volume, onde também é analisado o mistério por trás da aquisição sob a luz de perfil. A busca por uma causa intrigante para este evento torna-se uma investigação, uma viagem ao passado da vítima que, com um intrigante jogo de sinergias, torna-se uma forma de desenterrar mais detalhes sobre o passado dos protagonistas.

Um primeiro capítulo com ricas introduções

Deste último ponto de vista, vale a pena o trabalho sinérgico entre o texto e o sistema visual. Podemos apenas aconselhar a atenção especial aos detalhes das tabelas, que escondem uma série de pistas que não só revelam a sensibilidade dos personagens em lidar com a realidade pungente, mas são pontos fixos que permitem ao leitor fazê-lo. Perceba como nesta história há uma série de segredos mais íntimos esperando para emergir. Lorenzo ZaggiO autor dos gráficos interpreta essas tensões da melhor maneira possível, através de uma imagem anatômica que não é realista, mas funcional de uma expressão emocional ágil que aumenta de forma convincente as tensões musculares de uma pessoa possuída. Zaghi merece o mérito de ter encontrado uma feliz síntese entre os personagens e o cenário, tanto nos espaços fechados quanto nas paisagens urbanas mais abertas, onde o sentido do movimento se forma a partir também dos ensinamentos dos grandes mestres dos quadrinhos.

Caricatura

Para uma história desse calibre, era preciso um colorista que pudesse interpretar os diversos momentos da trama, passando de raros momentos de calmaria a situações mais perturbadoras. Francesco Segalaapoiado por Maria Letizia MirabellaCom uma paleta de cores dinâmica e rica, podemos apreciar as sombras de um pôr do sol deslumbrante ou sentir o ar ácido de uma sala enquanto testemunhamos uma manifestação de forças inexplicáveis.

READ  Nobel Parisi e Monsenhor Forti, Diálogo em Vico entre Ciência e Fé - Chieti

depois, depois Profetas da Quarentena – EpifaniaPannini publica o segundo capítulo do que supostamente os tons do contexto narrativo estão prontos para logo se enriquecer com o Carnaval. carisma: ciência dell’Anima, publicado em um formato tradicional de brochura com trabalho de seção concreta, é o primeiro capítulo de uma série potencial e é considerado o capítulo final que promete desenvolvimentos futuros interessantes.