Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Rali de Portugal – Primeiro Último Dia Rovanpera 1, Tanak Forum, Co vs. Evans – Rali Mundial

Michael Montesano

Uma tarde cheia de surpresas, abandonos e furos marcou a conclusão da primeira etapa do Rali de Portugal. Na classificação geral completamente revisada, o campeão do WRC, Kali Rovanpera, lidera os Jogos. Com uma vantagem de mais de dez segundos sobre Dani Sordo, o finlandês voador finalmente teve a chance de vencer seu primeiro rali da temporada em suas mãos.

A iteração da tarde não começou bem para Ott Tanak. O estoniano arrasou do primeiro ao sétimo lugar da geral, chegando à linha de chegada na Lousã 2 com a frente reta fora do circuito. O piloto da Ford admitiu que lascou o pneu desde os primeiros quilómetros, chegando ao final da prova com mais de cinquenta segundos de atraso. Tanak teve que correr com apenas um estepe, preferiu não correr mais riscos e levou o resultado para casa.

Sordo herdou assim o recorde, liderando um rally pela primeira vez na era dos Hybrid Rally1s. No entanto, a margem de apenas quatro décimos revelou-se muito pequena, e o espanhol (foto acima) já havia perdido a liderança para Rovanpera na repetição de Góis. De facto, Flying Finn assinou a sua segunda raspadinha do dia tornando-se o quarto líder do Rali de Portugal em apenas cinco etapas disputadas.

O campeão do WRC não perdeu mais tempo, marcando o melhor tempo no próximo Arganil 2 para prolongar a sua perseguição. Sordo tentou revidar, mas na etapa de Mortágua passou ao lado em um cruzamento, perdendo mais de dez segundos para Rovanpera. No entanto, a resposta do piloto da Hyundai não demorou a chegar e, no show da Figueira da Vaz, ele marcou o primeiro arranhão do dia.

READ  "Estamos indo bem. Ainda não falei com a Suzuki sobre renovação de contrato." - OA Sport

Com a superfície da estrada degradando significativamente e as temperaturas subindo acentuadamente, o gerenciamento de pneus é de suma importância. Isso foi apreciado na luta pelo menor degrau no pódio. Depois de muitas mudanças de posições, Thierry Neuville saiu por cima. Ainda com dificuldades de preparação, o belga bateu Pierre-Louis Loubet e Isabica Labbe nas estradas de Coimbra. Forçado a apagar um incêndio em seu Puma esta manhã, o francês (foto acima) conseguiu recuperar terreno, chegando a um segundo da área do pódio. A evolução de Lappi também foi excelente, subindo para terceiro, antes de perder valiosos segundos na Super Especial da Figueira da Foz e cair para quinto.

O Elfyn Evans Portuguese Rally terminou da pior forma possível. Forçado a abrir as especiais do dia, o galês foi aos poucos perdendo o contato com os líderes. O piloto da Toyota, que vinha lutando com o ajuste, tentou acompanhar os líderes da classe antes de sofrer um pit stop final no Mortagua Special. Evans perdeu o controle de seu Yaris em uma esquerda rápida e bateu com força nas árvores. Felizmente, a tripulação escapou ilesa do cockpit danificado do Toyota.

Sétimo no geral, Oliver Solberg está na liderança do WRC2 com mais de cinquenta segundos à frente do companheiro de equipe Joss Greensmith. A gestão criteriosa e criteriosa da primeira etapa recompensou o filho da arte, e Solberg foi de fato um dos poucos que nunca sofreu um furo. O degrau mais baixo do pódio para Johan Roessell, da Citroën. Em quarto lugar, e um pouco mais tarde, Andreas Mikkelsen teve de substituir um pneu furado na sessão da tarde. Mesmo destino para Teemu Suninen e ex-líder da classe Adrien Fourmaux, que caíram respectivamente para décimo segundo e vigésimo quarto lugares.

READ  Quanto custa o Nápoles?

Sexta-feira, 12 de maio de 2023, classificação após SS8 (top 15)

1 – Rovanpera-Haltonen (Toyota GR Yaris Rally 1) – Toyota – 1:22:27,7

2 – Sordo Carrera (Hyundai i20N Rally1) – Hyundai -10″ 8

3 – Neuville Wedaigy (Hyundai i20N Rally1) – Hyundai – 26″0

4 – Loubet-Gilsoul (Ford Puma Rally1) – M Sport – 26″ 9

5 – Laby Firm (Hyundai i20N Rally1) – Hyundai – 27″ 3

6 – Tanak Jarfiuga (Ford Puma Rally 1) – M Sport – 1’04” 7

7 – Solberg-Edmondson (Skoda Fabia WRC2) – Toksport – 3’48” 2

8 – Greensmith Anderson (Skoda Fabia WRC2) – TechSport – 4’38″4

9 – Russell Dunand (Citroen C3 WRC2) – BH Sport – 4’48” 4

10 – Mikkelsen-Eriksen (Skoda Fabia WRC2) – Talksport – 5’29″3

11 – POLACIA-VALLEGO (SKODA FABIA WRC2) – TEXPORT – 5’49″0

12 – Sunnine – Marcola (Hyundai i20N WRC2) – Hyundai – 7’00″4

13 – Fernandez – Rosada (Skoda Fabia WRC2) – Fernandez – 7’16″8

14 – Case Tysinski (Skoda Fabia WRC2) – Case – 7’19″4

15 – Marczyk-Gospodarczyk (Skoda Fabia WRC2) – Marczyk – 7’32” 4