Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Os atrasos nos pagamentos para empresas aumentaram em 2020

AGI – Em 2020, na Itália, as empresas que pagavam aos seus fornecedores mais de 30 dias de atraso aumentaram 21,9% em relação a 2019, e assim aumentaram para 12,8%. Apesar disso, no final do ano passado, a pontualidade nas empresas italianas melhorou de 35 para 35,7%.acendo para ganhar ao nosso país uma posição europeia (Do décimo sétimo ao décimo sexto lugar) e dois globalmente (do vigésimo quinto ao vigésimo terceiro lugar).

É o que emergiu do Estudo de Pagamentos, atualizado em 31 de dezembro de 2020, realizado pela CISA, subsidiária do Grupo Crif especializada em informação comercial, que analisou os hábitos de pagamento de empresas em 35 países ao redor do mundo (23 dos quais são na Europa) que representam cerca de 90% do PIB global.

Singapura e Egito são os dois países que experimentaram os atrasos mais graves, respectivamente 43,2% e 42,8%, enquanto na Europa a Grécia (38%) e a Romênia (24,8%) foram piores que a Itália.%) Portugal (20,3%), Croácia ( 19,1%) e Turquia (15,7%). Em comparação com 2019, os pagamentos aumentaram em 30 dias em termos percentuais, especialmente no México (+ 59,1%), Eslovênia (+ 43,3%), França (+ 37,5%), Luxemburgo e Dinamarca (+33, 3% para ambos) e Taiwan ( + 31,6%).

Apesar do aumento significativo, no entanto A Dinamarca também se confirma em 2020 como um dos atrasos menos perigosos em termos absolutos (0,8%), Suécia (0,7%) e Finlândia (0,9%). Atrasos graves também aumentaram 20% na Sérvia, Bélgica, Irlanda e Espanha.

Ainda na China, a proporção de empresas subdesenvolvidas passou de 26,3% em 2019 para 30,1% em 2020. A cidade natal de Andersen está, entre os 35 países do mundo monitorados pela análise do Ceci, que também é o país com maior número de empresas com telefonia fixa datas. (88,6%), seguido pela Polônia (76%), Holanda (75%), Rússia (73,7%) e Taiwan (72,5%).

READ  Espaços de Bonnie Bonolis. Fazio e Geliti aguardam. Super TV 8 com motores

A Romênia está atrás (13,1%), seguida por Israel (16,2%), Portugal (16,4%), Bulgária (18,9%) e Grécia (23,3%). Em comparação com 2019, as Filipinas (+ 29,3%), Índia (+ 28,5%), Croácia (+ 22,6%) e Finlândia (10,2%) registraram o maior aumento nos pagamentos pontuais, que são respectivamente 56%, 53,7% e 33,6% e 53%.

Por outro lado, as garantias mais importantes referem-se à Irlanda (-38,5%), Romênia (-35,5%), Hong Kong (-17,2%) e Israel (-12,4%), onde as empresas que cumprem as obrigações de pagamento no vencimento são , na ordem 28,9%, 13,1% e 28% e 16,2%. Em comparação com 2019, Irlanda (28) perdeu 11 lugares no ranking, Luxemburgo (12), México (17) e França (22) caíram 3 lugares, Taiwan (5) e Espanha (18) caíram 2, Índia (14) saltou 8 lugares, e Turquia (8) e Portugal (33) pontuam 2. Estável, respectivamente, em 11 e 30 lugares, Estados Unidos e China.