Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

O Peru se torna o país com o maior número de mortes por COVID-19 per capita depois de alterar seus critérios de registro

Peru mudança O critério pelo qual ele registra o número de pessoas que morreram de coronavírus e se tornou o primeiro país do mundo a morrer per capita de COVID-19, de acordo com Estimativas da Universidade Johns Hopkins de Washington, que fornece uma contagem atualizada e em tempo real dos casos encontrados em todo o mundo. O número de mortes aumentou de 69.342 para 180.764; Isso significa mais de 500 mortes de COVID-19 por 100.000 habitantes.

– Leia também: Quantas pessoas morreram na Itália em 2020

A primeira-ministra peruana Violetta Bermúdez explicou que os critérios mudaram a partir da opinião de diversos especialistas peruanos e estrangeiros: agora levam em conta o excesso de mortes, ou seja, o número de pessoas que morreram acima da média dos anos anteriores (o excesso de mortes há muito tempo considerado) Os indicadores mais importantes para medir os efeitos de uma pandemia. Anteriormente, era a Hungria que registrava o maior número de mortes por 100.000 habitantes de COVID-19: cerca de 300. No entanto, o Peru é o primeiro país a mudar o critério pelo qual as mortes por epidemia são calculadas, então as comparações são inconsistentes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número real de pessoas que morreram de COVID-19 no mundo é muito superior à soma dos números oficiais.

READ  Migrantes, a pressão continua: são 5.000 pessoas em Ceuta num dia