Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Aqui estão todas as novidades que chegam a partir de janeiro de 2023

Aqui estão todas as novidades que chegam a partir de janeiro de 2023

Enquanto a manobra foi aprovada no Senado, em que 21 bilhões de 35 foram alocados para conter os efeitos do aumento dos preços da energia nos próximos três meses, chega uma ação no Decreto de Millbrough que põe fim à trégua aprovada no verão passado. Governo Draghi entre fornecedores e clientes: A prorrogação até junho de 2023 para suspender alterações unilaterais aos contratos de eletricidade e gás não inclui a renovação dos contratos caducados. Assim, as empresas fornecedoras podem modificar as condições gerais de preço, mediante pré-aviso de apenas três meses. Com a perda de milhares de famílias, o preço da energia pode disparar. Tal é o impacto de uma decisão do Conselho de Estado que em 22 de dezembro anulou uma moratória antitruste contra grandes empresas fornecedoras de eletricidade e gás natural no mercado livre por aumentos injustificados de preços.

Conforme denunciou Assoutenti nos últimos dias, a decisão aplica-se a milhões de famílias que assinaram contratos de fornecimento a preço fixo entre 2020 e 2021 e que se encaminham agora para o seu vencimento natural, podendo agora sofrer um aumento anormal das tarifas. “São as mesmas empresas que, a 30 de novembro de 2022, não pagaram imposto sobre lucros adicionais, tanto que, face aos 10,9 mil milhões de euros de receitas esperadas, o ministro Giorgetti estima que apenas 2,7 tenham sido pagos”. – O porta-voz da Green Europe, Angelo Bonelli. Por outro lado, a Câmara reduziu o número de sujeitos a que incide o imposto extraordinário sobre lucros adicionais, limitando-o às empresas com pelo menos 75% das receitas de energia, com receitas inferiores estimadas em cerca de 18,2 milhões de euros. 2023.

READ  Espera-se que as falências de empresas aumentem 15% em 2022

Até agora, em resumo, as más notícias: mas o que o governo fez a seguir para reduzir o custo da energia? Entre as medidas previstas estão o reforço do bónus da eletricidade e do gás com aumento do limiar do Isee de 12.000 para 15.000 euros, o desagravamento fiscal para as empresas intensivas em energia e a redução do imposto sobre o valor acrescentado de 22% para 5% para metano e aquecimento urbano. Medidas que se somariam ao alargamento do prazo de liquidação zero das taxas de sistema de eletricidade e gás e à redução do imposto sobre o valor acrescentado do gás em 5%.

No entanto, muitas das medidas da lei orçamentária estão previstas ou prorrogadas apenas para o primeiro trimestre do ano que vem. Um inverno relativamente ameno beneficia as famílias, mas pagar as contas de quem mais precisa cobra seu preço depois do inverno. No entanto, há boas notícias.

Boas notícias: os preços do gás continuam a cair

Desta vez, surge uma mão dos mercados com a queda do preço do gás, que fechou no mercado de Amesterdão nos 81,3 euros por megawatt hora, depois de ter atingido os 76,2 euros no mínimo. É o valor que este último atingiu pela última vez em 11 de fevereiro, quando o ataque da Rússia à Ucrânia era o pior cenário, mas ainda é 12% superior aos preços de janeiro passado, e já foi inflado no passado devido a aumento da demanda da China.

A especulação não foi mais interrompida pelo acordo sobre o limite alcançado na União Européia em 19 de dezembro, mas pela tendência favorável do clima que permitiu preservar e até aumentar as reservas europeias de gás. A isto juntam-se os ventos fortes, que aumentam a produção de eletricidade dos parques eólicos localizados no Norte da Europa, o que reduz o consumo de metano para a geração. Depois continuam as entregas de GNL, GNL, que, juntamente com os fluxos do Norte de África e do Médio Oriente, permite à Europa prescindir da contribuição russa, graças à posição central agora ocupada pela Itália que hoje pode exportar quase 1 4/ O que você consumir. Do gás importado hoje, mais de 0,65 TWh provém da Argélia, 0,28 TWh da central de regaseificação de Kavarziri (Rovigo), 0,26 TWh do Azerbaijão e mais de 0,15 TWh da central de regaseificação de Livorno. Segue-se a Líbia e a Rússia, com 0,11 TWh cada, o Norte da Europa com 0,1 TWh e a central de regaseificação de Panigaglia (La Spezia) com 0,06 TWh.

READ  A mola Dacia foi renovada (e muito mais)

Rússia devolve gás à Europa: Putin aposta nisso

Agora vamos nos perguntar por que, se o preço do gás cai devido ao clima e à desaceleração econômica, é de se esperar um aumento no custo da conta. De facto, isto pode parecer uma contradição face ao que foi dito até agora mas com o início de Janeiro de 2023 chegarão os novos preços do Serviço de Protecção Reforçada para além dos reajustes de preços para os índices do mercado grossista (PUN para electricidade e PSV para gás ) ao qual a maioria das ofertas duty-free está “vinculada”.

Em particular, no que respeita à eletricidade, prevê-se uma descida dos preços (cerca de 25%) para o primeiro trimestre de 2023 face aos atuais preços muito elevados no mercado protegido com o último ajustamento efetuado no final de setembro, altura em que os preços internacionais padrões atingiram seu pico histórico. Já para o gás, haverá um acréscimo de 20% e valerá para o consumo registrado em dezembro de 2022 (o novo mecanismo, introduzido em outubro de 2022, prevê que o preço seja definido no mês seguinte e não com antecedência. ) e pode ser em torno de 1,48 euros por metro cúbico.

“O intervalo de cálculo e os diferentes períodos de referência são a causa da confusão nas tarifas – explica o chefe da Nomisma Energia Davide Tabarelli – para as contas de luz, o antigo sistema de cálculo que determinava tarifas para cada trimestre com antecedência, os preços de referência permaneceram os relativamente preços baixos para estes dias no primeiro de 2023. Portanto, se nestes dias os preços do gás permanecerem em torno de 80 euros por MWh, então no próximo cálculo no início de fevereiro de 2023 para contas de janeiro de 2023 teremos reduções de 30%.

READ  A conta corrente é a mais barata: é daí que vêm as comissões, multas e impostos de caixas eletrônicos e cartões de crédito