Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Por que os gatos ficam loucos por atum?  Resposta científica

Por que os gatos ficam loucos por atum? Resposta científica

Por que os gatos adoram atum? A resposta está no sabor do umami

Um estudo recente conduzido pelo Waltham Institute of Pet Grooming Science‌ na Grã-Bretanha e publicado no Journal of Chemical Senses revelou que os gatos são particularmente atraídos pelo atum devido à presença de receptores gustativos umami em suas papilas gustativas. Esses receptores são estimulados principalmente por moléculas encontradas em altas concentrações em carnes e peixes, como o atum. Esta descoberta poderá abrir caminho para o desenvolvimento de alimentos e medicamentos mais saborosos para os nossos amigos felinos.

As papilas gustativas dos gatos e o sabor do umami

A ciência há muito se interessa pelas habilidades gustativas dos gatos. Já se sabia que os gatos domésticos não sentem o doce e possuem poucos receptores de amargo. Supunha-se também que, como carnívoros por excelência, tinham a capacidade de perceber o típico “sabor umami” da carne. Nos mamíferos, o receptor umami consiste em duas proteínas codificadas pelos genes Tas1r1 e Tas1r3. Estudos anteriores mostraram que os gatos expressam o gene Tas1r3, mas ainda não está claro se eles também possuem a outra proteína chave.

Conheça a seleção britânica⁢

A equipe de pesquisa liderada por Scott McGrain investigou por meio de biópsia a língua de um gato macho de seis anos que havia sido sacrificado por motivos de saúde não relacionados ao estudo.⁢ O sequenciamento genético revelou que as papilas gustativas do gato expressavam os genes Tas1r1 e Tas1r3.

As proteínas correspondentes, em comparação com as dos humanos, mostraram mutações⁤ em locais onde normalmente ocorre a ligação aos aminoácidos responsáveis ​​pela percepção umami.‌ Experimentos adicionais em células cultivadas in vitro mostraram que o receptor do gato é ativado primeiro⁤ pela ligação ao “ blocos de construção” ⁢ do DNA ‌(nucleotídeos) e então ⁤ sua ação é amplificada pela ligação a “aminoácidos”, o que é exatamente o oposto do que acontece nos humanos.

READ  Unhas: sinais de alerta para o enfermeiro

teste de sabor

Na fase final do estudo, os pesquisadores submeteram 25 gatos a um teste de sabor utilizando duas tigelas, uma contendo ⁤água e a outra contendo diferentes combinações de aminoácidos e nucleotídeos. Os gatos mostraram uma clara preferência por tigelas contendo partículas encontradas em alimentos ricos em umami. Em particular, mostraram maior afinidade com vasos contendo histidina e monofosfato de inosina, compostos abundantes no atum.

Esta descoberta poderá ter implicações importantes para a produção de alimentos e medicamentos para gatos, tornando-os mais atraentes e, portanto, mais facilmente aceites pelos nossos amigos de quatro patas.