Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Passe para viagens entre áreas dentro da zona laranja e vermelha com atestado médico

A reunião do Comitê de Ciência e Tecnologia não será realizada antes de amanhã para que especialistas comentem o passe anunciado pelo governo para viagens nas regiões laranja e vermelha. A reunião ainda não está marcada, mas deve ocorrer na terça-feira, 20 de abril. O protocolo de reabertura elaborado pelas regiões deve constar da lista de especialistas, não sendo solicitado qualquer comentário sobre a retomada da presença escolar.

Viaje entre diferentes áreas com o passe

Você pode mover-se livremente entre as áreas da zona amarela sem emitir autocertificação a partir de segunda-feira, 26 de abril, enquanto a data para a movimentação entre as áreas da zona laranja e vermelha ainda não foi estabelecida (provavelmente será possível se mover entre os primeiros dias de maio). Para mover-se entre áreas com faixas de alto risco de Govt, o “passe” anunciado pelo primeiro-ministro Mario Draghi será necessário. O tempo e os métodos desta nova operação ainda não foram determinados, mas já sabemos que o documento deve conter alguma das seguintes informações:

  • Indicação de ter sido vacinado contra Govt-19;
  • Atestado médico atestando a recuperação de Govit-19;
  • Formação de tecido molecular ou antigênico negativo dentro de 48 horas de movimento.

Os titulares do passe têm a oportunidade de circular livremente dentro das fronteiras nacionais e acessar certos eventos (culturais e esportivos) reservados para aqueles com documentação. Dado que 26 de abril está muito próximo, parece provável que o governo adere a uma solução provisória para substituir o passe até que o motor completo esteja operacional, o que certificará o modelo europeu de “passe verde” (que é uma aplicação de um código Qr) que Bruxelas quer implementar a partir do verão.

Hipótese de certificação médica

O governo está explorando várias hipóteses sobre a forma que esse passe deve assumir, pelo menos em um estágio inicial. Os movimentos entre áreas na zona laranja ou vermelha são registrados pelo ASL. É considerado que permite que os emissores de autocertificação certifiquem um certificado médico ou requisitos exigidos (vacina, cicatrizante ou tecido negativo) de. Outra hipótese prevê a utilização de um cartão de saúde por cada cidadão no qual serão carregados os dados solicitados. A hipótese de um cartão digital também está sendo avaliada, mas neste caso o prazo será maior.

READ  Por que comprar no Fontacalcio (por que não)

O uso potencial do aplicativo IOO não deve descartar o fato de que cerca de 10 milhões de italianos já estão usando a transferência de dinheiro, enquanto nos últimos dias o Conselho, durante uma audiência na Comissão de Transporte sobre Inovação Tecnológica e Transformação Digital, Vittorio Colov, lançou a ideia. Teste o aplicativo Immuni Digitalize um documento que permite às pessoas que foram vacinadas, testadas negativas ou curadas pelo governo acessar livremente locais e serviços e se mudarem de um país para outro. Por outro lado, o “passaporte da vacina” europeu deve chegar em junho, mas não será tão eficaz como explicamos. quem.

O passe para viagens interestaduais é uma escolha política, não científica

Leia hoje.