Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

O Festival da Cereja regressa a Portugal

O Festival da Cereja regressa a Portugal

Presidente Casa do FundauPaulo Fernandez destacou a possibilidade de aproveitar o evento para comprar cerejas diretamente ao produtor.

“O valor reverte integralmente para o produto e para as famílias. É um comércio completamente justo, é um comércio com a comunidade, sem intermediários”, sublinhou o autarca.

Segundo o presidente da Câmara de Fundau, a Festa da Cereja é “geralmente visitada por 20 a 25 mil pessoas” e é uma das festas municipais que atrai maior número de pessoas de fora da região.

O autarca sublinhou o impacto que o evento, organizado pela comunidade da aldeia, que abre as portas das suas casas, tem na região, mas também no município.

Paulo Fernandez confirmou que as taxas de ocupação no sector hoteleiro estão muito próximas dos 100%, prevendo que até à data do festival os hotéis fiquem sem capacidade.

O autarca da região de Castelo Branco confirmou que “já houve edições anteriores” em que foram comercializadas cerca de 50 toneladas de fruta, equivalentes a 25 mil caixas de dois quilos, na Festa da Cereja, em Alcongosta, a cinco minutos do Fundão. O que representa “um valor muito significativo” para a sociedade.

Considerando todas as restantes componentes, desde restauração, animação, bares, artesanato e outras ofertas, Paulo Fernández sublinhou que o impacto económico na zona é “certamente superior a 500 mil euros”.

Pelo segundo ano consecutivo, os produtores queixam-se de uma quebra muito forte na produção, mas o autarca sublinhou que não faltarão cerejas no evento que decorrerá entre 7 e 10 de junho.

“É verdade que estamos a falar de perdas de cerca de 70%, dependendo das variedades, mas a informação que tenho é que teremos cerejas suficientes para reanimar e fortalecer o mercado local na Festa da Cereja do Fundão”, confirmou Paulo Fernández.

READ  De respostas móveis horas antes da morte

A programação de quatro dias inclui concertos, animação de rua, cozinha ao vivo, teatro, gastronomia, passeios pelos pomares, animação para crianças e outras atrações e iniciativas paralelas.

Claudia Pascual actua no sábado, às 22h00, em frente à igreja da aldeia, e no domingo é a vez de Funil e Abelhinha fazerem o mesmo no mesmo horário.

Oficinas experimentais de esparto, artesanato outrora muito difundido em Alcongosta, decorrerão no sábado e domingo à tarde, na Casa da Sereja.

A vertente científica e de inovação também está presente e no sábado, na Quinta Ciência Viva da Cereja e das Ideias, realiza-se o “Encontro Cereja 4.0 – no caminho da modernização”. O Festival da Cereja está programado para abrir na sexta-feira, 7 de junho, às 19h.