Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Johnson & Johnson não venderá mais opioides nos Estados Unidos

A multinacional farmacêutica Johnson & Johnson (J&J) você vai pagar US $ 230 milhões para o estado de Nova York como parte de um acordo para resolver suas disputas legais sobre a crise dos opioides, o analgésico que há muito tempo está fora de controle nos Estados Unidos, resultando em mortes por overdose de quase 800.000 pessoas nos últimos 20 anos , de acordo com as autoridades de saúde dos EUA. O acordo também prevê que a J&J se comprometa a sair definitivamente do mercado de opioides nos Estados Unidos.

Várias empresas farmacêuticas estão enfrentando uma ampla gama de iniciativas legais, mais de três mil, nos Estados Unidos para ajudar a comercializar opioides sem exercer controle suficiente sobre os pedidos ou promovendo indiscriminadamente seu uso em acusações. Uma dessas operações vai começar dentro de alguns dias em Nova York, e deveria incluir também a J&J, mas após o acordo, a posição da empresa foi retirada.

A empresa disse que o negócio não é uma admissão de responsabilidade ou culpa, pois acredita que as campanhas de marketing que vem promovendo para opioides nas últimas décadas têm sido “apropriadas e responsáveis”. No entanto, a J&J está envolvida em várias outras iniciativas jurídicas em outros países, onde pretende celebrar novos acordos com outras empresas envolvidas. Em agosto passado, um tribunal de Oklahoma ordenou que a empresa pagasse uma multa de US $ 465 milhões após ser considerada responsável pela crise de opióides no estado.

READ  O carro é o sinal vermelho mais perigoso de todos os tempos Se acender, pare imediatamente