Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Guerra Ucrânia-Rússia, notícias de 29 de abril |  Drone atinge um armazém em Sevastopol.  Prigozhin: “Wagner pode deixar de existir em breve.”

Guerra Ucrânia-Rússia, notícias de 29 de abril | Drone atinge um armazém em Sevastopol. Prigozhin: “Wagner pode deixar de existir em breve.”

• 23 pessoas foram mortas no ataque russo a Uman, incluindo crianças entre as vítimas.
• Ministro da Defesa ucraniano, Reznikov: “Os preparativos para o contra-ataque estão na fase final.”
• Putin assina a lei: qualquer pessoa acusada de alta traição pode pegar prisão perpétua.
• A União Europeia: «Um acordo alcançado com 5 países que impediu o trigo ucraniano».

05h22 – Um drone atinge um depósito de petróleo em Sevastopol

Durante a noite, um ataque de drone ucraniano causou uma explosão e um grande incêndio em um depósito de petróleo no distrito de Kozacha, em Sevastopol, na Crimeia. Segundo fontes locais, uma grande área de cerca de 1.000 metros quadrados, foi relatado, pegou fogo UNIAN no Telegram.

04h47 – Prigozhin: ‘Wagner pode deixar de existir em breve’

O Grupo Wagner, o campeão da luta feroz em Bakhmut, pode em breve deixar de existir. Isso foi afirmado pelo chefe da brigada especial, Yevgeny Prigozhin, falando com o blogueiro de guerra Semyon Pegov. As palavras do “cozinheiro de Putin” foram gravadas em um vídeo postado nas redes sociais, mas não se sabe se Prigozhin estava falando sério ou brincando ao pronunciar aquelas frases sobre a dissolução de sua milícia. É certo que o chefe Wagner reclamou repetidamente da falta de munição e assistência do exército russo. “Wagner, em um curto perÃodo de tempo, deixará de existir. Ele enfatizou que nos tornaremos história e não há necessidade de se preocupar, pois essas coisas podem acontecer.

03:14 – A Alemanha quer produzir 250.000 projéteis de artilharia para Kiev

00:53 – O número de mortos em Uman aumentou para 23, incluindo cinco crianças

Ataques russos atingiram cidades em toda a Ucrânia ontem, matando 25 pessoas, incluindo cinco crianças. Um prédio de apartamentos também foi atingido na cidade histórica de Uman, onde morreram 23 pessoas.As equipes de resgate em Uman retiraram hoje à noite o corpo de outra criança, a quinta, dos escombros.

A busca pelas outras crianças desaparecidas continua, como mencionei CNNque pode estar enterrado sob os escombros do prédio de apartamentos bombardeado.

00:51 – Borrell: “Putin não quer que a guerra acabe”

A Rússia não quer acabar com a guerra na Ucrânia. A opinião é do Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, em visita a Cartagena das Índias (Colômbia). “Infelizmente, quando ouço o presidente Putin, não posso ficar otimista porque ele continua dizendo que tem objetivos militares e até que os alcance, não vai parar de bombardear e destruir o país”, disse Borrell a repórteres.


– Tanque ucraniano perto de Avdiivka (Ap)

00:15 – Putin assinou o decreto: prisão perpétua por alta traição

Putin assinou na sexta-feira um decreto elevando a pena máxima por traição à prisão perpétua, parte de uma repressão à dissidência desde o início da guerra na Ucrânia. O decreto foi publicado no site do Kremlin. Os legisladores já votaram para aumentar a pena máxima por traição para prisão perpétua nos últimos 20 anos. Os legisladores também concordaram em aumentar a pena máxima para “realização de um ato de terrorismo” – definido como um ato que ameaça a vida e visa desestabilizar a Rússia – para 20 anos, de 15 até agora. Os considerados culpados de vandalismo podem ser sentenciados a 20 anos de prisão, acima dos 15 anteriores, enquanto os condenados por “terrorismo internacional” podem ser condenados à prisão perpétua, abaixo dos 12 anos anteriores.

READ  Gaza sem Internet, Musk: “Starlink garantirá a rede para ONGs.” Israel se opõe: “Usaremos todos os meios para obstruí-la.”

00:10 – Putin assinou a lei de expulsão das regiões ucranianas

Os residentes das quatro regiões ucranianas anexadas pela Rússia que não concordarem em se tornar cidadãos russos serão considerados estrangeiros e poderão ser expulsos se representarem uma “ameaça à segurança nacional” por meio de atividades como “participação em comícios e manifestações não autorizadas”. Este é o texto da lei que o presidente Vladimir Putin assinou e promulgou hoje depois de ter sido aprovado pelo Parlamento.


– O presidente russo, Vladimir Putin (AFP)

00:12 – Os canhões automotores Caesar doados pela Dinamarca chegaram à Ucrânia

O ministro da Defesa, Oleksiy Reznikov, anunciou a chegada de unidades de artilharia autopropulsadas Tsar de fabricação francesa doadas pela Dinamarca à Ucrânia. “Os czares da Dinamarca já estão na Ucrânia”, escreveu Reznikov no Twitter, agradecendo ao povo dinamarquês, ao Ministério da Defesa e aos parceiros franceses.

Ontem, em conferência de imprensa, Reznikov disse que as forças ucranianas estavam prestes a se preparar para um contra-ataque. Ele observou que “uma vez que haja a vontade de Deus, o tempo e a decisão dos líderes, tudo começará”.