Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

França sofre, mas vence Portugal: Blues só passam nos pênaltis

França sofre, mas vence Portugal: Blues só passam nos pênaltis

Mesmo disponível à noite Sexta-feira, 5 de julho Em Dortmund, houve mais do que apenas a qualificação para as meias-finais do Campeonato da Europa.

o jogo

Não, o jogo entre Portugal e França foi também um confronto entre gerações: Cristiano Ronaldo entre os portugueses, cinco Bolas de Ouro e quatro Chuteiras de Ouro, e Kylian Mbappé do outro, o antigo rapaz que pedia selfies e autógrafos aos adeptos . O herói que hoje dá as suas camisolas ao filho do CR7, que admira. O herói da partida estelar, apesar dos 41 anos, foi o português Pepe, o jogador “mais velho” a entrar em campo na história do Europeu. No final, após cobranças de pênaltis, a França venceu. O remate de João Félix é fatal para a selecção portuguesa. A França começou a partida forte, mas Portugal criou os maiores riscos, pelo menos no início da partida, e foi rápido em assumir o controle da partida. Primeiro, um erro de Maignan, que perde o controlo da bola após um passe para trás de Saliba, e depois Bruno Fernandes chega perto, o seu remate de pé direito de fora da área é bloqueado maliciosamente por um defesa de Galletti, com a bola a acabar. batendo na lateral da porta francesa. Na segunda parte, os holofotes estiveram no próprio Mbappé: o remate, novamente de longe, tomou trajetória precisa, mas Diogo Costa estava pronto. Alguns minutos se passam e desta vez o maior perigo é Theo Hernandez.

É ele quem vence Cancelo e passa a bola para Kolo Mwani que, tarde demais, não chega. Portugal não desiste: Na esquerda, Leão não se consegue conter e tenta abrir vantagem, só o deslize providencial de Camavinga evita o perigo, e deixa então a Maignane a tarefa de manter a sua selecção em pé, rejeitando instintivamente o remate rasteiro de Bruno para Fernandes. Depois foi Ruben Dias quem bloqueou o remate de direita de Kolo Mwani, enquanto Camavinga voltou a ver a bola deslizar a poucos centímetros da linha de golo.

READ  Azul na semifinal contra a Estônia! Beat Russia - OA Sport

o fim

A França aumentou a sua energia e esteve perto de marcar através do novo suplente Dembélé, que rematou com o pé esquerdo da entrada da área que acertou no canto superior. Kante e Mbappé tiveram dupla chance de diminuir o placar, mas desperdiçaram tudo. O verdadeiro desespero foi Cristiano Ronaldo que, a dois passos de Maignan, rematou alto, seguido no final do primeiro prolongamento por Liao, “parado” por Upamecano.

A prorrogação não chega: a partida é decidida nos pênaltis. A França começou bem, com João Félix parando na trave. Portugal foi eliminado.

Placar

Portugal (4-2-3-1): Diogo Costa; Cancelo (74′ Semedo), R. Dias, Pepe, Mendes; G Vitinha (14′ M. Nunes), Balinha (92′ Ruben Neves); Bernardo Silva, Fernandes (74′ Conceição), Leão (1′ G. Félix); Cristiano Ronaldo. Treinador: Martínez

França (4-3-1-2): Minian. Kounde, Upamecano, Saliba, Theo Hernandez; Kanté, Tchouamini, Camavinga (1 ponto Fofana); Griezmann (67′ Dembélé); Mbappé (1′ Barkola), Kolo Mwani (86′ Thuram). Técnico: Deschamps.

governar: Oliver (Inglaterra)

Sequência de punição: Dembele (gol, d), Ronaldo (gol, d), Fofana (gol, d), b. Silva (gol, d), Kounde (gol, d), J. Felix (posição, d), Barkola (gol, f), n. Mendes (gol, P), T. Hernández (gol, W).