Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Eurostat, o salário mínimo em 22 dos 27 estados membros da União Europeia – Economia

Eurostat, o salário mínimo em 22 dos 27 estados membros da União Europeia – Economia

(ANSA) – BRUXELAS, 15 DE AGOSTO – Desde 1 de julho deste ano, 22 dos 27 estados membros da UE têm um salário mínimo nacional, incluindo Chipre (desde 1 de janeiro de 2023). Os países da União Europeia que não têm salário mínimo são: Dinamarca, Itália, Áustria, Finlândia e Suécia. O salário mínimo mensal varia muito entre os países membros, de € 399 na Bulgária a € 2.508 em Luxemburgo. Com base nestes valores para o salário mínimo nacional bruto mensal, o Eurostat classifica os respectivos estados membros da UE em três grupos: Aqueles com salários mínimos nacionais acima de € 1.500 por mês. Este grupo inclui: Luxemburgo, Alemanha, Holanda, Bélgica, Irlanda e França. O salário mínimo nacional variou de € 1.747 na França a € 2.508 em Luxemburgo. O segundo grupo é composto por países com salário mínimo superior a € 1.000, mas inferior a € 1.500 por mês. Este grupo inclui: Espanha e Eslovénia no valor de 1.260 e 1.203 euros, respetivamente. O terceiro grupo é composto por países onde o salário mínimo nacional é inferior a 1.000 euros por mês. Este grupo inclui: Chipre, Grécia, Portugal, Lituânia, Malta, Polónia, República Checa, Estónia, Eslováquia, Croácia, Hungria, Letónia, Roménia e Bulgária. O salário mínimo nacional variou de € 399 na Bulgária a € 940 em Chipre. Todos os países candidatos à UE e potenciais países candidatos para os quais existem dados disponíveis pertencem ao Grupo 3, com salários mínimos que variam de € 375 na Albânia a € 532 em Montenegro. (lidar).

READ  Energia e Gás: Pico Teto de Preços em Praga