Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Este teste de dois minutos será para diagnosticar a doença de Alzheimer precocemente mesmo sem sintomas

Convenhamos, quase ninguém gosta de envelhecer. Não se trata apenas de uma questão estética relacionada às mudanças físicas que necessariamente ocorrem ao longo do tempo. A ansiedade é frequentemente associada ao medo da doença e, portanto, do declínio físico e cognitivo.

Neste último caso em particular, talvez a doença mais temida seja um tipo de demência que infelizmente está disseminado, a doença de Alzheimer. Uma doença que é tão capaz de roubar memórias e lembranças que nos estágios mais avançados é difícil reconhecer os entes queridos.

É também por esta razão que esta doença é considerada uma epidemia não só para quem a sofre mas também para quem está próximo do doente de Alzheimer. É uma tarefa sem dúvida dolorosa e ousada que se torna cada vez mais estressante à medida que a doença progride. O diagnóstico é apenas o começo, mas algo nesse sentido parece estar se movendo.

Uma doença que destrói a mente e o corpo

Doença de Alzheimer um doenças degenerativas Afeta as funções cognitivas responsáveis ​​pela memória, linguagem e pensamento.

Isso também se traduz em uma retirada lenta e inevitável da vida social, com uma necessidade crescente de ajuda e cuidados.

As pessoas com mais de 65 anos são particularmente afetadas, embora existam casos raros em que a doença aparece já após os 50 anos.

Não parece haver uma associação específica com genética e história familiar que caracteriza 1% dos pacientes. O que parece fazer a diferença é o gênero, principalmente entre homens e mulheres, Uma espécie pode parecer mais exposta.

O diagnóstico, longe de ser simples e imediato, baseia-se em alguns testes de diagnóstico e em particular na RM e CAT-PET.

READ  Não traga esses 10 produtos contaminados para a mesa de acordo com Coldiretti

No entanto, a boa notícia vem da ciência, e parece pronta nova maneira Diagnóstico precoce demais.

Este teste de dois minutos será para diagnosticar a doença de Alzheimer precocemente mesmo sem sintomas

Esta notícia vem da Universidade de Bath na Grã-Bretanha e é revolucionária.

Sim, porque de acordo com pesquisas, a doença de Alzheimer começa seu curso 10/20 anos antes do aparecimento dos sintomas. Isso significa uma margem muito grande para agir, e é nisso que a ciência está trabalhando.

Nesse sentido, um EEG Fastball (eletroencefalograma) sempre funcionará.

Este teste de dois minutos servirá para diagnosticar precocemente a doença de Alzheimer mesmo sem sintomas, já que o paciente vê algumas imagens repetidamente.

A observação é baseada em ondas cerebrais específicas que se formam cada vez que uma pessoa vê a mesma imagem novamente. Assim, a dificuldade cognitiva no domínio das memórias pode ser predeterminada. O objetivo é torná-lo um teste de triagem acessível (barato) em breve. Notícias inusitadas confirmam mais uma vez a importância da pesquisa.

(As informações contidas neste artigo são meramente informativas e de forma alguma substituem a orientação médica e/ou a opinião de um especialista. Além disso, não constituem elemento para a formulação de um diagnóstico ou prescrição de tratamento. recomenda-se, em qualquer caso, consultar sempre um médico ou especialista e ler as advertências fornecidas. Quem é o”)