Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Câmara rejeita moção de censura contra Salvini – Notícias

Câmara rejeita moção de censura contra Salvini – Notícias

O presidente do Comitê Executivo, Matteo Ricchetti, foi o primeiro signatário contra o ministro dos Transportes, Matteo Salvini.

Proteja os dois ministros de dar mais espaço às “teorias razoavelmente infundadas” da oposição. As palavras do presidente do Grupo FdI, Tommaso Fotti, explicam o movimento da maioria para reverter a ordem de trabalho da câmara.A votação da moção de censura a Matteo Salvini deverá ocorrer imediatamente à noite, e depois pela manhã a votação de Daniela Santanza.

A primeira foi rejeitada com 211 números e 129, e embora os dois acontecimentos tenham tido implicações políticas diferentes, a segunda rejeição também foi óbvia. Mesmo dentro da centro-direita. Uma situação mais difícil para Georgia Meloney também diz respeito ao Ministro do Turismo. Dos representantes majoritários, ninguém duvida que o voto de censura será rejeitado pela segunda vez no Senado no dia 26 de julho, com apenas votos a favor dos M5s, Pd e Avs. Ajion pediu a sua demissão desta vez à luz das revelações sobre Visibilia, Biora e Grupo Ki. A Itália não está viva. “O ministro de Sant'Anse falhou, estamos contestando-o a nível político. Mas nós – explicou Matteo Renzi – não utilizamos as investigações para atacá-lo”.

A atmosfera fria em torno do ministro do FdI reflecte-se no debate público sobre a moção: uma sala meio deserta, por vezes apenas com a ministra das universidades, Anna Maria Bernini, nas bancadas do governo. A subsecretária de Relações Parlamentares, Matilde Siracusano, insiste que a separação de poderes “não deve ser utilizada de forma intermitente” porque “a função de fazer e quebrar governos pertence ao poder judicial”. Há dias que os partidos de centro-direita avaliam a possibilidade de adiar a votação, aproveitando o congestionamento dos trabalhos na Câmara. A aceleração é decidida no meio do dia. “Estamos à espera dos desenvolvimentos”, disse um importante representante do FdI. O medo se reduz a possíveis notícias vindas do Palácio da Justiça de Milão. A investigação sobre alegadas comunicações corporativas falsas contra a Visibilia deverá ser encerrada nos próximos dias, e então o gabinete do procurador – a menos que Sundance questione e prove o contrário – começará a procurar acusações assim que expirarem os vinte e tantos dias. . Se ela enfrentar um inquérito, “o ministro fará a sua reflexão”, é o refrão da direita.

READ  Por que Silvio Berlusconi foi absolvido no julgamento de Ruby Der?

“Depois disso temos a garantia – esclarece o vice-secretário da Liga do Norte, Andrea Krippa – que Meloni, o primeiro-ministro e chefe do FdI, decidirá quando enfrentará a acusação”. O caso de Salvini foi diferente sob as acusações da oposição de conluio entre a Liga e a Rússia Unida. Diante da votação encerrada à noite, a maioria apresentou os representantes: nenhum trabalho será permitido, algumas bancadas ficarão vazias, os azuis Marta Fascina e Antonio Angelucci da Liga serão vistos novamente na Câmara. Vários ministros (Roberto Calderoli, Giancarlo Giorgetti, Luca Ciriani, Gilberto Pichetto e Eugenia Roccella) acompanharam as interpretações do voto. Não sendo a pessoa diretamente envolvida, sai de Montessidorio para uma “reunião sobre concessões de autoestradas” depois de responder ao período de perguntas da tarde. Uma ausência estigmatizada pela oposição. “É muito sério” para Angelo Bonelli (Avs) “Ele fugiu?”, fala de David Farron (Iv). Segundo o presidente da Liga do Norte, Giuseppe Conte, “assinar um acordo com o principal partido russo, permitindo a sua renovação apesar da agressão russa, tem uma grande responsabilidade política de nunca o rejeitar”. Antes desta votação, a liga diz que as palavras de Salvini “esclareceram as coisas”. Riccardo Molinari destacou dois aspectos do acordo feito com o partido de Vladimir Putin em 2017: “Ocorreu numa parceria entre estados e não é juridicamente vinculativo: se deixar de haver cooperação e comunicação entre os países, o acordo também cessará”. É bom para os aliados: FdI, Lega e NM concentram-se, em vez disso, no “falso sistema” do centro-esquerda. O Partido Democrata “rejeita o acordo da Liga, mas carece de um ato formal, sem o qual a relação não tem fim”, sublinha Leah Cuartabel, “Meloni foi o primeiro a levantar problemas nas relações entre a Rússia. , Defesa e Assuntos Europeus não têm membros na Liga”.

READ  Honda, Concurso de Concessionário Português para Melhor CB650R Custom Idol Press News Agency

Saber mais Agência ANSA Acordo com Lega, Rússia Unida não é mais válido – Notícias – Ansa.it Carta do grupo dissidente a Salvini: “Não a Vannachi”
Saber mais Agência ANSA Salvini: 'Minha liderança? Ainda tenho muito para dar, outros estão esperando' – Notícias – Ansa.it O congresso acontecerá no outono. Nenhum apresentou indicação (ANSA).

Reprodução protegida © Copyright ANSA