Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

“As negociações estão em andamento com a Dorna”

A Casa Hamamatsu motivou a decisão pela “necessidade de concentrar seus esforços nas mudanças significativas que o mundo automotivo enfrentou nos últimos anos, forçando a Suzuki a deslocar custos e recursos humanos para desenvolver novas tecnologias”.

– Milão

A notícia era conhecida, e agora há também a posição oficial da Suzuki: no final de 2022, ele deixará a equipe japonesa de MotoGP. A Casa Hamamatsu divulgou um comunicado reconhecendo que estão em andamento negociações com a Dorna, empresa espanhola que organiza o Campeonato Mundial, para chegar a um acordo que satisfaça ambas as partes.

Comunicado de imprensa

Aqui está o texto do comunicado de imprensa: “A Suzuki Motor Corporation está conversando com a Dorna sobre a possibilidade de encerrar sua participação na MotoGP no final de 2022. Infelizmente, a atual situação econômica e a necessidade de concentrar seus esforços nas mudanças significativas que o mundo automotivo enfrentou nos últimos anos, estão forçando a Suzuki a mudar custos e recursos Gostaríamos de expressar nossa mais profunda gratidão à nossa equipe Suzuki Xstar, a todos aqueles que apoiaram as atividades da Suzuki Motorcycle por muitos anos e a todos os entusiastas da Suzuki que nos deram seu apoio entusiástico.”

Contrato

As palavras soam como um doloroso anúncio de despedida. A Dorna observou nos últimos dias que “os termos do contrato assinado para competir no MotoGP não permitem que a Suzuki saia unilateralmente”. Mas também, no caso de um acordo mútuo, a Dorna decidirá sobre o “número ideal de pilotos e equipes no MotoGP a partir de 2023”.