Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

A Dinamarca venceu a Bélgica, mas “apenas” por 1-0 no primeiro tempo. Aos 10 minutos de aplausos para Eriksen e Kiar

A Dinamarca surpreendeu a todos, principalmente a Bélgica, e fechou o primeiro tempo da partida válida pelo segundo dia do Grupo B por 1 a 0: no momento, um gol Joseph Paulson. O que presenciamos foi o primeiro lance de um jogo maluco para a equipe da casa, que após apenas dois minutos encontrou a vantagem: Denayer perde a bola, Hogberg recupera e serve RB Leipzig, que com um excelente chute rasteiro bate de fora Courtois. É uma largada que ninguém esperava, principalmente a Bélgica, que parecia espantada com a determinação dos adversários: em pouco tempo a Dinamarca foi afetada mais de uma vez, com Maehle, Wass e Damsgaard. Courtois cuida dela. O momento mais importante da corrida vem no 10º minuto, o do número da camisa Christian EriksenA partida foi interrompida, todo o Barkin Stadium se levantou e todos aplaudiram, inclusive o árbitro. Para o Inter, ele também foi homenageado por um banner (“Toda a Dinamarca está com você, cristão”), mas também pelo capitão Simon Kjeer, que salvou sua vida a tempo. Conforme a partida recomeça, o texto permanece o mesmo: os belgas não entendem o que está acontecendo, os forasteiros dinamarqueses fazem tempo bom e ruim nos flancos e Dorian Damsgaard mantém a parte removendo qualquer referência à defesa de um oponente desconcertante. É uma pena para a Dinamarca, no mínimo, não encontrar a dobradinha: depois desta primeira parte, a vantagem do golo no regresso ao balneário é mesmo muito pequena. E seria impossível manter essas músicas por mais 45 minutos.

READ  WEC | 8 Horas Portimão: Toyota novamente, Ferrari resgatada em GT Pro - Sport GT