Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Pegadas, rastros e pistas.  Ciência protagonista na cena do crime

Pegadas, rastros e pistas. Ciência protagonista na cena do crime

“Tenho sempre razão. Acontece tantas vezes que também fico espantado”, diz Hercule Poirot. Nos romances de Agatha Christie, o genial detetive francês – desculpe, belga – sempre consegue resolver os mistérios mais complexos com a ajuda de suas solitárias células cinzentas. Mas, no mundo real, a ciência muitas vezes vem em auxílio dos pesquisadores. Para descobrir as técnicas de investigação mais recentes e cada vez mais sofisticadas nas bancas de jornais hoje República ou As ciências (9,90 euros acima do preço do jornal) a série chega Ciência e crime. Doze volumes, um por mês, nos quais pela primeira vez professores universitários e especialistas do RIS Carabinieri e da Polícia Científica revelam os métodos e ferramentas de suas investigações, reconstruindo o caminho que orientou a investigação dos mais famosos casos de crimes, desde o Besta de Florença para Yara Gamberasio. Física, biologia, química, mas também psiquiatria, estatística e até geologia: hoje são muitas as disciplinas que podem dar um contributo decisivo para a resolução dos crimes mais complexos.

Entrevista com Fulvio Crociani, geneticista: “A imaginação e a realidade estão agora se unindo. O ponto de viragem veio com a análise de ADN.”

Por Giovanni Sabato

O Volume Um já está disponível nas bancas –Cena do crime e reconstrução 3D – Assinado por Alicia Signorelli E Martina TortaExplica a importância do correto manejo da cena do crime e da sua adequada gestão por parte do investigador, através da ciência forense, ou seja, graças à aplicação de técnicas e procedimentos científicos às investigações tradicionais. Porque se é verdade que o assassino sempre deixa rastros na cena do crime, então é necessário identificá-los, coletá-los, examiná-los e interpretá-los da maneira correta. Distinguir as provas relevantes daquelas que não estão relacionadas com o crime é um dos pontos mais importantes da investigação, frequentemente discutido pela acusação e pela defesa nos julgamentos.

READ  Ca 'Foscari, 6 mil metros quadrados de ciência: a inauguração do Edifício Epsilon

A série é editada por Fúlvio Crociani, professor de genética humana e medicina forense na Universidade La Sapienza de Roma e colaborador do RIS dell'Arma durante muitos anos. O volume dois, nas bancas em 29 de abril, é dedicado a Perfil criminalOu seja, aquele conjunto de técnicas que funcionam para determinar o perfil psicológico e comportamental do criminoso, podendo, portanto, auxiliar muito os investigadores na identificação do infrator. A consulta começa hoje nas bancas.