Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

O que acontecerá com os oligarcas russos, os barcos capturados e as vilas? O governo paga pelos barcos e mantém a propriedade do governo sob custódia

O que acontece com os ativos oligarquia russa Congeladas? E quem vai pagar os grandes barcos? Com base nas intervenções decididas pela Comissão de Segurança Financeira (liderada pelo Director-Geral do Tesouro) e no regulamento de 2007 da Cardia de Finanças, as medidas de combate ao terrorismo já foram utilizadas noutros contextos determinados internacionalmente. Situação como o exemplo da Al Qaeda e do Talibã. Mas acima de tudo é a gestão dos megabarcos que cria o problema, incluindo os custos envolvidos.
A Ordem Legislativa 109 rege todo o processo e a proteção, gestão e administração dos recursos econômicos congelados. A actuação da Agência do Património do Estado, que decide emitir directamente ou nomear tutor ou administrador, baseia-se num relatório enviado pela Divisão Especial de Polícia Monetária (ou outra informação disponível) do Cardia de Finanças. Em ambos os casos é necessário solicitar o parecer da Comissão de Segurança Financeira para circunstâncias extraordinárias em que todos os atos de gestão ordinária podem ser geridos.
No que respeita às despesas, o artigo 12.º prevê que “os valores cobrados por qualquer motivo necessários ou úteis para a protecção e gestão dos bens devem ser tomados e aceites pela Sociedade ou Administradora de Imóveis do Estado”. Assim, se algum dos bens apreendidos for rentável, esses fundos serão utilizados. No entanto, se “não houver fundos suficientes para pagar as despesas de gestão dos bens congelados”, o escritório de propriedade do estado ou administrador receberá um fundo específico “de direito” no orçamento do Estado. Recuperação do proprietário do imóvel se a ação de congelamento for interrompida”.

Zelensky, casa de 4 milhões à venda em Forte dei Marmi? Prefeito: “Ninguém o viu aqui.”

READ  Os recursos do Apple Pencil do iPod 14 incluem francês, alemão, italiano, português e espanhol

Barcos
Não se trata de simples barcos, por isso a gestão Barcos capturados aA oligarquia russa tem um custo enorme. Primeiro, em um porto como Imperia, o ferry Lady M, de 65 metros, foi bloqueado, custando entre 400 e 500 euros por dia sem serviços públicos. O custo de ficar com eletricidade e água dobra. Mas há também um problema de segurança, razão pela qual, via de regra, esses grandes barcos devem sempre ter um capitão, especializar-se em navios com mais de 500 toneladas, e o salário médio deve estar entre 12. 15 mil euros mensais, então engenheiro chefe, habilitado para máquinas acima de 500 Kw (cerca de 8 mil euros mensais) e quatro funcionários, o salário médio mensal é de cerca de 4 mil euros. Não é possível que um administrador nomeado pela Agenzia del Demanio use esses ativos para cobrir despesas. A única hipótese, distante, pode ser a de regular os fretamentos de luxo. Mas não será fácil.

© Reprodução Atribuída