Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Notícias da guerra Ucrânia Rússia hoje, 30 de agosto

Notícias da guerra Ucrânia Rússia hoje, 30 de agosto

As forças ucranianas bombardearam várias regiões da Rússia central e oriental

As forças ucranianas bombardearam várias regiões da Rússia central e oriental, naquele que é descrito como o ataque de drones mais mortífero desde o início da guerra, em Fevereiro de 2022: Belgorod, Bryansk. Oryol, Kaluga, Ryazan, Moscou e Pskov, o Ministério da Defesa também denunciou. Segundo Moscou, quatro lanchas que transportavam 50 unidades das forças especiais ucranianas foram destruídas à noite no Mar Negro. O governador de Belgorod, Vyacheslav Gladkov, listou os locais afetados, explicando que não houve vítimas: “A aldeia de Sereda, no distrito de Chepekinsky, foi bombardeada 17 vezes. Novaya Tavolganka, 10, e 13, com morteiros. Belyanka” 15 vezes, Krasnoye seis vezes e Pankov quatro vezes. Então um dos drones atingiu a aldeia de Bezimeno, no distrito de Gravoronsky. Outros lançaram munições cluster sobre Gorkovsky. Os morteiros caíram sobre Novostroivka-Vttoria, Dronovka, Smorodino e Bezyumino. Um drone caiu na cidade de Bryansk, e o governador da região, Alexander Bogomaz, acrescentou que as defesas aéreas russas o derrubaram, causando danos sem causar vítimas, denunciando que o alvo do ataque foi a torre de comunicações, mas pelo menos seis regiões na Rússia Central e Oriental foram afectados. Afetado pelos ataques a Kiev durante a noite, o governador da região de Pskov, Mikhail Vedernikov, publicou imagens de incêndios generalizados com sons de explosões e sirenes. Foi o aeroporto da cidade, onde estavam estacionados os aviões de transporte militar Il-76, que foi atacado. Pelo menos 4 aeronaves militares foram danificadas. Todos os voos civis programados para hoje foram cancelados. E o prefeito da capital, Sergei Sobyanin, afirmou que outro drone, que se dirigia a Moscou, foi abatido. Os quatro aeroportos da cidade fecharam temporariamente o seu espaço aéreo e desviaram os voos que chegavam, como fazem quase todos os dias agora. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse à Rádio Sputnik que as tentativas da Ucrânia de atacar o território russo usando drones na noite passada mostram o sofrimento do regime de Kiev. “O ódio sem sentido, o rancor e a falta de qualquer perspectiva de autodesenvolvimento geraram este tipo de actividade terrorista. As suas opções estão simplesmente esgotadas e isto é uma demonstração de pura futilidade”, disse ele.

READ  Há Ronald na Donald Street