Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Doença de Alzheimer: as duas bebidas que protegem o cérebro

Um novo estudo mostra que ingredientes em duas bebidas populares podem combater o aparecimento da doença de Alzheimer

Eugene Spagnolo

– Milão

Sabe-se que é uma marca registrada da doença Alzheimer – que afeta 600.000 pessoas só na Itália – são placas nocivas que se acumulam no cérebro. Mas, segundo um grupo de cientistas da Tufts University em Massachusetts (EUA), eles existem Dois compostos naturais que podem contribuir para reduzi-los e proteger o cérebro de doenças. A boa notícia é que estes são os ingredientes de duas bebidas muito populares…

Duas bebidas contra a doença de Alzheimer

A equipe da Tufts University já descobriu Catequinas encontradas no chá verde e resveratrol encontradas no vinho tinto. Eles impedem o crescimento de placas amilóides: uma proteína que, quando se acumula no cérebro, danifica os neurônios e causa os sinais indicadores da doença de Alzheimer, como perda de memória e confusão. Anteriormente, a mesma equipe descobriu que o vírus do herpes também desempenha um papel na formação dessas placas no cérebro. Assim, no novo estudo, usando um modelo 3D de células vivas do cérebro humano, os cientistas testaram 21 compostos diferentes que têm o potencial de retardar a progressão da doença de Alzheimer. “Encontrar um composto que pode reduzir a placa independentemente do componente do vírus do herpes é importante, pois demonstraria que, independentemente da causa da doença de Alzheimer, a melhora ainda pode ser alcançada”, diz a professora Dana Cairns, coautora do estudo. Um estudo publicado na revista Biologia e Medicina dos Radicais Livres.

Doença de Alzheimer: o que distingue o chá verde do vinho tinto?

READ  Piero Angela, esta é a filha. Ela é mais famosa que Alberto

A triagem inicial encontrou 5 compostos que parecem ter a capacidade de impedir a formação dessas placas. Além dos compostos chá verde e resveratrol, os outros três são a curcumina encontrada no açafrão, o medicamento para diabetes metformina e um composto chamado citicolina. Todos os 5 preveniram a formação de placas e não resultaram em efeitos colaterais antivirais. Mas os compostos do chá e do resveratrol provaram ser os mais eficazes.

oAs catequinas são moléculas encontradas nas folhas de chá verde que possuem propriedades antioxidantes. Trabalhos científicos anteriores mostraram que eles também são potenciais tratamentos contra o câncer. o Resveratrol, abundante no vinho tinto e em algumas frutas Como uvas, mirtilos, cranberries, amendoim, pistache e cacau, é conhecido por suas propriedades antienvelhecimento. Os autores do estudo estão convencidos de que ambos também podem desempenhar um papel contra a doença de Alzheimer.

próximos passos

Mas antes de cantar a vitória, Mais estudos são necessários para saber se esse bom resultado obtido em laboratório também se mostra bom em pacientes. O próximo passo seria observar a biodisponibilidade do resveratrol e das catequinas (ou seja, quão bem eles são absorvidos pelo corpo ou pela corrente sanguínea). Além disso, ainda há dúvidas se eles conseguem atravessar ilesos a barreira hematoencefálica, condição essencial para o tratamento do mal de Alzheimer.

Ofereça chá verde e alimentos que o contenham Resveratrol Na dieta pode ser de qualquer maneira uma boa ideiaDe acordo com os pesquisadores. Desde que você obtenha a aprovação do seu médico: “Embora seja útil poder tomar essas medidas para prevenir a neurodegeneração, é sempre melhor consultar o seu médico antes de fazer grandes mudanças na dieta”, sugere o Prof. Kearns.