Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Artissima fecha com 31,5 mil visitantes e grande venda de showroom

Hoje, a 28ª edição da Artissima, International Contemporary Art, encerrou a mostra italiana dedicada exclusivamente à arte contemporânea, dirigida por Ilaria Bonacossa pelo quinto ano. A edição de 2021 teve pela primeira vez o Intesa Sanpaolo como o principal parceiro do evento.

Este ano Artissima está finalmente de volta ao Oval Lingotto após o intervalo de 2020 em que Ilaria Bonacossa propôs uma versão híbrida corajosa com um sistema de demonstração robusto, com o projeto online Artissima XYZ – um título que reúne as três seções com curadoria – e uma exposição de obras de galerias em três museus da cidade.

Durante os quatro dias de inauguração, de 4 a 7 de novembro de 2021, Artissima teve 31.500 visitantes, estabelecendo-se como uma data-chave no calendário internacional da arte e renovando seu compromisso com a promoção de talentos emergentes e exposições experimentais. A experiência 2020 reforça a forte presença digital na proposta da Artissima que apresenta, para além do catálogo eletrónico, pelo segundo ano o Artissima XYZ, a plataforma que acolhe as secções com curadoria da galeria numa experiência digital envolvente. Ambos podem ser visitados até 9 de novembro de 2021 em artissima.art e xyz.artissima.art.

O tema do lançamento, Controtempo, foi escolhido em resposta às novas exigências do presente. Termo emprestado do campo musical, é aqui escolhido como metáfora para a capacidade da arte de fazer acentos fracos, transformá-los em pontos fortes e criar contraste no som dominante. Um pulso dinâmico que gera novos ritmos visuais com respirações e tempos variados.
Artissima 2021 pensou sobre o tema de forma criativa e assimétrica, criando um coro polifônico de diferentes vozes e linguagens expressivas.

Ilaria Bonacossa diz:
Depois de quase dois anos de complicações, nunca esperei tanto sucesso. Os corredores largos tornam a galeria enorme e segura ao mesmo tempo, permitindo que você evite aglomerações e desfrute da arte com total segurança. Estandes lindos, um público global e italiano, eficientes e apaixonados, e vendas além das expectativas. O mercado de arte já foi retomado em Torino.

31.500 visitantes em 4 dias de inauguração.
37 países estão representados por 155 showrooms, dos quais 76 são italianos e 79 são estrangeiros.

As sete seções da galeria, incluindo 3 seções com curadoria de conselhos internacionais apresentados na Artissima XYZ, viram uma exposição de cerca de 1.500 obras.
A feira recebeu mais de 450 universidades de 21 países (Austrália / Áustria / Bélgica / Dinamarca / Emirados Árabes Unidos / França / Alemanha / Grã-Bretanha / Hong Kong / Irã / Itália / Principado de Mônaco / Holanda / Peru / Portugal / Romênia / Rússia / Espanha / Suíça / EUA / Turquia) e recebeu cerca de 5.000 VIPs e 400 profissionais de arte, incluindo diretores e curadores de museus. Mais de 1.000 novos colecionadores participaram desde os primeiros meses de 2021. Cerca de 20 delegações de patronos de museus das instituições mais importantes do mundo visitaram os quatro dias da exposição: Tate Patronos (Grã-Bretanha), Patron Pushkin Museum (Rússia), The Danish Collectors Association (Dinamarca)), The Cultivist (EUA / Grã-Bretanha), AMAMCO (Suíça), Camden Centre for the Arts (Grã-Bretanha), Friends of the Triennale, Club GAMeC, Palazzo Grassi Members, Apoiadores do MART e amigos de MAXXI (Itália). Prova da confiança e importância que continua a dar ao evento mesmo a nível internacional.

READ  Selos raros, tem um que vale muito: é assim que se faz

Na galeria, a vitalidade da época exposta. As Coleções de Arte Intesa Sanpaolo, com curadoria de Luca Massimo Barbero, Curador Associado das Coleções de Arte Moderna e Contemporânea do Banco, apresentaram uma seleção de obras importantes que representam a riqueza e a diversidade das coleções de arte dos séculos XX e XXI para o grupo. . A mostra, organizada por obras emblemáticas dos vários núcleos das colecções do Intesa Sanpaolo, relembra os momentos mais importantes da criatividade artística da Segunda Guerra Mundial: da intensa experiência nascida nos anos 1950 em Itália às raízes da experimentação conceptual e contemporânea que notavelmente, a partir de Torino, marcou a arte italiana e internacional.

O novo foco geográfico Hub India, introduzido por Artissima em colaboração com Emami Art, reconstruiu um levantamento de galerias, instituições e artistas em uma área geográfica de grande interesse. O projeto, com curadoria de Myna Mukherjee e Davide Quadrio, apresentou uma vitrine de obras, exposições e instituições com o objetivo de fornecer uma visão geral de uma cultura visual incrível. De marginal a mainstream, histórico a contemporâneo, normativo a radical, Hub India – Maximum Minimum contou muitas histórias e representações e transcendeu os limites do pavilhão de exposições, expandindo-se para a cidade. As três exposições, intituladas Clássico Radical, criadas em colaboração com a Fondazione Torino Musei nos espaços do Palazzo Madama – Museo Civico d’Arte e MAO – Museo d’Arte Orientale, e com a Academia Albertina de Belas Artes de Torino, permanecerão abertas ao público até 5 de dezembro.

Os trabalhos dos vencedores do Prémio Turim de Impacto Social, Monica Benhamouda e do colectivo MRZB, foram apresentados na Artissima num stand dedicado. O projeto foi desenhado e patrocinado pela Artissima e promovido pela Torino Social Impact com o objetivo de incentivar talentos emergentes de origem multicultural e imigrante, e com o apoio da Fundação Compagnia di San Paolo. A edição de 2021 viu os artistas vencedores refletirem sobre o tema “ZOOM IN / ZOOM OUT” com o apoio de Matteo Mottin e Ramona Ponzini, fundadores do projeto de arte Treti Galaxie.

READ  História comovente - Blog: notas sobre globalização

Dez prêmios de exposição foram atribuídos durante esta edição da Artissima.

Prémio Illy Present Future: Atribuído a Diana Policarpo, apresentado na exposição LEHMANN + SILVA no Porto.
Já na sua 21ª edição e apoiado pela illycaffè desde 2001, o prémio é dedicado ao projecto mais interessante do futuro presente, a secção Artissima dedica-se a talentos emergentes.

Prêmio FPT de Arte Sustentável: concedido a Lennart Lahuis, apresentado pela Dürst Britt & Mayhew Gallery em Haia.
O prémio é promovido pela FPT Industrial com o intuito de criar um encontro entre sustentabilidade e arte. Em sua segunda edição, é dedicado ao trabalho que melhor materializa a pesquisa sobre processos sustentáveis ​​de produção artística e é mais eficaz em transmitir a complexidade, fragilidade, força e beleza do mar.

Prémio Valor Tosetti de Fotografia: atribuído a Fatima Bocac, apresentado pela Galeria Peola Simondi em Torino.
Na sua segunda edição, o prémio apoiado pelo Valor Tosetti – II Family Office nasce do desejo de investigar a relação entre arte e economia e é dedicado a um artista cujo trabalho fotográfico é particularmente interessante para a compreensão da situação histórica, social e económica contemporânea. ..

Prêmio Carol Rama da Fondazione Sardi per l’Arte: dedicado a Ivana Spinelli, entregue por GALLLERIAPIù em Bolonha.
O prémio, agora na sua segunda edição e com o apoio da Fondazione Sardi per l’Arte, é dedicado à artista que melhor interpreta, na sua investigação e no seu trabalho, o ideal de criatividade e liberdade artística encarnado e transmitido por Carol Rama .

Prêmio VANNI #Artistroom: concedido a Catalin Pislaru, apresentado pela Galeria Nir Altman em Munique.
Na sua primeira edição, a homenagem VANNI à marca de óculos de Torino foi atribuída ao artista com menos de 35 anos cuja obra oferece uma visão original da realidade, abrindo horizontes inesperados e surpreendentes.

Prêmio Xiaomi HyperCharge: dedicado a Gillian Brett, apresentado na exposição C + N Canepaneri em Milão e Gênova.
Em sua primeira edição, a homenagem promovida pelo líder em tecnologia da Xiaomi foi dedicada ao artista com menos de 35 anos cuja pesquisa melhor transmite a acusação de que a inovação e a cultura sabem inculcar na sociedade contemporânea.

5 artistas selecionados para Surfing NFT, o primeiro projeto da plataforma Beyond Production nascido de uma colaboração entre a CRT e a Artissima que convida artistas contemporâneos selecionados para produzir trabalhos através da tecnologia Non Fungible token e blockchain: Darren Bader-Franco Noero, Torino / Claudia Comte – Koenig, Berlim / Matteo Nasini – Klima, Milão / Sarah Ortmayr-Dvir, Bruxelas e Tel Aviv / Damon Zucconi – Vida, Florença.

Por ocasião de um evento dedicado organizado em fevereiro de 2022 no OGR Torino, um dos centros de produção e experimentação cultural mais dinâmicos da Europa, os trabalhos serão apresentados na plataforma dedicada. Uma das cinco obras será selecionada como a vencedora do Prêmio OGR e entregue à CRT para aumentar sua coleção.

READ  Lançada há 30 anos, a Economia Corporativa é um projeto nascido do amor

Prémio Ettore e Ines Fico: atribuído respectivamente a Mimosa Echard e Namsal Siedlecki, apresentados respectivamente pela Galeria Martina Simeti em Milão e Magazzino em Roma.
A apreciação foi fundada em 2009, promovida pelo MEF Museo Ettore Fico em Torino, e tem como objetivo promover e valorizar o trabalho de jovens artistas através da aquisição. A 28ª edição da Artissima prevê a aquisição de quatro obras.

Prémio “De Olhos Fechados …”: Anteriormente atribuído a Heba Amin, apresentado pela Zilbermann Gallery em Istambul e Berlim, e a Dominic White, apresentado pela Galerie Vida em Florença. Nascido de uma colaboração entre Artissima e a Fundação Merz, o prêmio é dedicado a um artista internacional que melhor reflete as atividades de pesquisa da Fundação sobre a arte jovem mediterrânea.

JaguArt – road show de talentos italianos: dedicado a Luca Arboccò. O projeto, lançado em 2019, envolveu cidades italianas, concessionárias Jaguar, galerias e academias de artes plásticas em um roteiro que contou com a inscrição de um artista por etapa e concluído na Artissima 2021. O vencedor foi escolhido pelos votos dos visitantes durante o viagem. e durante o evento.

Artissima tem-se afirmado como uma data importante do ponto de vista do acervo que irá enriquecer as várias colecções do Museu.

A Fundação CRT para Arte Moderna e Contemporânea premiou doze novas obras de sete artistas que irão implementar o acervo histórico da instituição. Uma coleção de cinco obras de Micol Aseel, Giuliana Russo, Francis Offmann e Jokola Stoffel está situada no Museu de Arte Contemporânea Castello di Rivoli. Uma segunda coleção de sete obras de Chiara Camoni, Bessie Khet e Davide Sgambaro enriquecerá as propostas para a GAM – Galeria Cívica de Arte Moderna de Torino.

Paralelamente, a galeria viu o lançamento da primeira edição do Apoio a Novas Entradas da Coleção Marval, fundo que surgiu do diálogo com a Artissima e visa apoiar jovens galerias de arte.
As três obras selecionadas na seção Novas Entradas e adquiridas pela Coleção Marval são de Mimosa Echard, apresentada pela Martina Simeti Gallery de Milão, Eliška Konečná, apresentada pela eastcont Contemporary Gallery de Milão, e Nilson Pernisco, apresentada pela White Noise Galeria em Roma.

A próxima edição do Artissima acontecerá de 4 a 6 de novembro de 2022, com uma prévia no dia 3 de novembro.

Cortesia da imagem: Perottino-Piva / Artissima