Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

57,1% escolhem escolas de ensino médio, matrículas em tecnologia estão aumentando – Chronicle

57,1% escolhem escolas de ensino médio, matrículas em tecnologia estão aumentando – Chronicle

Nas provas do ano letivo 2023/2024, as matrículas nos institutos técnicos aumentaram para 30,9% face aos 30,7% do ano passado e continuam a aumentar. As firmas profissionais passam de 12,7% para 12,1%. As escolas de ensino médio lideram com uma variedade de cursos escolhidos por 57,1% dos calouros este ano (acima dos 56,6% do ano passado).

Estes são os primeiros dados das inscrições online das primeiras turmas do ensino secundário para o ano letivo 2023/2024 que termina hoje às 20h00. As inscrições online destinam-se ao ensino primário, secundário inferior e primeiros anos dos cursos de educação e formação profissional e através de centros de formação profissional reconhecidos pelas regiões e escolas privadas, de forma voluntária, aderindo ao procedimento online.

A prioridade continua a ser dada às escolas secundárias De mais da metade dos registros, com 57,1%, ante 56,6% há um ano. o Centaram Escolhido por 5,8% (contra 6,2% há um ano). 26,1% escolheram estudos de ciências (26% há um ano). Neste contexto, é Ciência O tradicional reúne 14,1% das preferências (face a 14% em 2022/2023). o Linguística Subindo de 7,4% para 7,7%. O ensino médio está crescendo Ciências Humanas, de 10,3% para 11,2%. láArte Passa de 5,5% para 4,9%. As escolas secundárias europeias e internacionais sobem 0,4% (0,5% há um ano), as escolas de música e dança passam de 0,7% para 0,9%.

A inscrição de treinadores aumentou de 30,7% para 30,9%. O setor econômico cresceu de 10,3% para 11,5% em 2022/2023. Para a escolha principal do curso “Gestão, Finanças e Marketing”, 8,7% dos alunos e alunas preferem, enquanto 2,8% escolhem o curso “Turismo”.

O setor de tecnologia, que foi escolhido por 20,4% há um ano, respondeu por 19,4% das opções neste ano. No setor de tecnologia, os cursos mais procurados são “Informação e Telecomunicações” (6%), “Mecânica, Mecatrônica e Energia” (2,8%) e “Química, Materiais e Biotecnologia” (2,4%).

READ  Green Boss, mas não para todos: isso não vai voltar

A adesão ao setor é de 12,1%, ante 12,7% há um ano. Os endereços mais escolhidos são “enogastronomia e hotelaria” (4%), “manutenção e assistência técnica” e “serviços de saúde e assistência social” (ambos 1,6%) e “serviços empresariais” (1,3%).

Três confirmações para as regiões com maior número de matrículas em escolas de ensino médio, institutos técnicos e institutos profissionais.

Lazio (69,7% para escolas secundárias), Veneto (38,8% para técnicos) e Emilia-Romagna (15,6% para profissionais) também estão presentes este ano, respectivamente.

No ensino primário, 48,4% dos agregados familiares pedem trabalho a tempo inteiro (um total de 40 horas semanais).. Segue-se a semana de 27 horas com 31,1% dos pedidos.

Em média, mais de 92% dos usuários estão satisfeitos com o funcionamento do registro online, a facilidade do processo e a economia de tempo. Para acessar o procedimento online é necessário possuir uma identidade digital: Spid (Sistema Público de Identidade Digital), Cie (Cartão de Identidade Eletrônico) ou eIdas (Autenticação e Assinatura Eletrônica de Identidade). O sistema de “Registo Online” vai permitir às famílias acompanhar o processo de pedido de registo em tempo real, não só através de email e portal dedicado, mas também através de notificações na app de serviços públicos Io app. (lidar).