Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Viagens de luxo: ‘saque no valor de 520 bilhões’


18 de maio

11:47
2022


por Redazione
imprimir este artigo

Nova motivação para turismo de luxo Na Europa, com um plano de desenvolvimento que pode levar a uma valorização do setor até 520 bilhões de eurosimpulsionado por cinco grandes mercados do continente, nomeadamente Itália, Espanha, França, Alemanha e Reino Unido.

A valorização vem do estudo Aliança Europeia das Indústrias Culturais e Criativas (Eccia), denominado “turismo de alto padrão” e liderado por Bain & Co. em parceria com Teclas para a frente, Global Blue, Virtuoso.

Apresentado por Mateus SolitárioPresidente da organização europeia de mais de 600 marcas distintas e seis associações, Altagamma (Itália), Circulo Fortuny (Espanha), Comité Colbert (França), Gustaf III Kommitté (Suécia), Meisterkreis (Alemanha) e Walpole (Reino Unido). fala sobre as despesas diárias para o bem-estar de um viajante Oito vezes maior que o turista médio.

O sector, que abrange 2% das instalações de alojamento, gera cerca de 22% de todo o tráfego turístico europeu e contribui com cerca de 22% das despesas com alojamento e até 33% das despesas com Cultura, entretenimento e compras.

“Na Europa, ainda há um grande potencial no setor de luxo: imóveis de alto padrão já valem 130-170 bilhões – anunciou Lunelli, entre outros também o chefe da Altagamma – um plano para o desenvolvimento do turismo de luxo na Europa poderia levar a um aumento no valor de O setor chega a 520 bilhões. Estudo da Eccia indica Algumas ferramentas de desenvolvimento possíveis Como criar uma proposta de turismo sustentável, melhorar as infraestruturas de mobilidade, simplificar a política de emissão de vistos e um sistema de formação com foco na hospitalidade diferenciada.”

READ  Lista de reprodução das melhores músicas novas desta semana

Por fim, o estudo fala sobre um crescimento das viagens de luxo mesmo em países como Suíça, Grécia e Portugal.