Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Os recursos serão destinados a programas e publicações – Corriere.it

Os recursos serão destinados a programas e publicações – Corriere.it

Adeus ao 18App, o bônus de 18 anos para assinaturas de cinemas, teatros, shows ao vivo, livros, jornais e revistas, museus, shows e exposições. A alteração da maioria (FdI, Lega e FI) à lei do orçamento revoga esta medida e reafeta recursos para apoiar o mundo do entretenimento e da cultura – equivalente a 230 milhões de euros por ano a partir de 2022. O cancelamento do bônus cultural foi uma das mais de três mil emendas apresentadas para manobra da maioria e da oposição, mas apenas 400 a 500 serão votadas na próxima semana.

O que é o Bônus Cultura?

Os incentivos ao consumo cultural, introduzidos pela Lei de Estabilidade de 2016, durante o governo Renzi, fornecem um cartão eletrônico no valor de 500 euros por ano a cada jovem de dezoito anos. Os jovens podem gastá-lo no cinema, shows, museus, eventos culturais, livros, cursos de línguas estrangeiras e muito mais. O bônus, acessível a partir de 1º de abril de 2021, deve ser resgatado até 28 de fevereiro de 2022. Não há limites de gastos para compras únicas. No entanto, você não pode comprar vários ingressos para o mesmo show ou várias cópias do mesmo livro. Bônus trabalhado através de aplicativo especial (18app). O bônus está atualmente aprovado para todos os jovens de dezoito anos, sem limites de renda.

Performances e fontes de publicação (incluindo Girandola em Roma)

Estas vão desde o reforço do financiamento para assistência financeira temporária aos trabalhadores do setor do entretenimento, passando pelo financiamento para operadores de editoras e livrarias, desde o financiamento para entretenimento ao vivo até o apoio à reencenação histórica de La Grandola em Roma. Entre as iniciativas financiadas com recursos economizados com a abolição do bônus cultural estão as comemorações dos 150 anos de Guglielmo Marconi. As emendas também mencionaram o estabelecimento de uma fundação jurídica privada, a Fundação Vittoriano, para administrar e desenvolver o complexo Vittoriano, incluindo as coleções do Museu Central do Risorgimento. História do Risorgimento italiano, estabelecido por decreto real em 20 de junho de 1935. Pela participação do Ministério da Cultura no fundo de gestão da fundação aprovada, o custo será de 1 milhão de euros por ano a partir de 2023 como contribuição para os custos de funcionamento. , conforme alterado.

READ  Trovoadas severas com granizo e rajadas de nuvens também estão ativas, evoluindo na próxima hora [Mappa]
Itália Viva Petição

A notícia de que o bônus pode ser cancelado atraiu críticas da oposição. A emenda dos Irmãos da Itália – partido de Meloni – quer cancelar o bônus cultural 18app para jovens. Para mim, um erro gravíssimo, escreve Matteo Renzi, presidente da Italia Viva, que promoveu a petição contra o cancelamento do bônus, no Twitter. Pedimos ao primeiro-ministro Maloney que intervenha para impedir a destruição do bônus cultural para os jovens. Sabemos que alguns parlamentares da Itália dizem que cultura não come. Mas discordamos: cortar cultura e juventude é a forma errada de construir o futuro. Iniciamos essa ideia há sete anos e desde então muitos países copiaram nossa ideia, começando pela França e Alemanha. Destruir o bônus cultural introduzido por Renzi significa prejudicar as novas gerações. E à Secretaria de Cultura, lê-se o texto do abaixo-assinado.

Críticas de Pd e M5S

Mesmo o Partido Democrata e o Movimento 5 Estrelas se opõem fortemente à emenda. Solicitação de cancelamento do 18app, bônus de cultura para maiores de 18 anos. Quase 500.000 pessoas se inscreveram em um ano, uma experiência de sucesso já seguida na França, Espanha e Alemanha e logo seguida na Grã-Bretanha, Portugal, Finlândia. Assinado por: Mollicone (FdI) Sasso (Lega) Dalla Chiesa (FI) Grupo Presidente da Comissão Cultural! Mauro Berruto, deputado e chefe do Pd Sports, escreve para você nos comentários, redes sociais. A manobra apresentada ao Parlamento foi inadequada ao direito de não pressupor qualquer recurso à cultura. Agora eles querem cancelar o bônus cultural chamado ’18app’ alterando a lei orçamentária. Representantes do Movimento 5 Estrelas na Câmara e na Comissão de Cultura do Senado dizem que o estrago será enorme.