Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Mourinho: “Estamos orgulhosos do que fizemos em Roma. A bancada portuguesa recusou duas vezes”

Mourinho: “Estamos orgulhosos do que fizemos em Roma. A bancada portuguesa recusou duas vezes”

Treinador português José Mourinho Em entrevista ao jornalista Fabrizio Romano, ele disse que está pronto para voltar aos trilhos: “Quero começar de novo. Às vezes quando termina a sua aventura no clube você precisa descansar e pensar, mas neste caso já o próximo dia. Depois de sair de Roma, quero começar de novo. Estava pronto, me sinto bem, gosto do trabalho, estou pronto, mas não quero fazer uma escolha errada, não posso aceitar o trabalho porque por interesse ou razão, me sinto pronto. Tenho que ter paciência, estamos em março, normalmente é difícil fazer alguma coisa neste mês., então meu objetivo é começar de novo no verão.”

É o único treinador que disputou duas finais europeias nos últimos dois anos: o que sente?
“A primeira sensação é que isso não parece acontecer porque quando as pessoas falam de mim concentram-se no que aconteceu no passado. Há muitos bons treinadores na Europa e, em geral, equipas melhor treinadas. Uma grande oportunidade de chegar à final.” Estive no Manchester United três vezes nos últimos anos. E estive em finais europeias duas vezes com a Roma. Só estive em duas finais europeias nos últimos tempos. Estou orgulhoso de ter conseguido tudo isto com uma equipa que não tem histórico de vitórias na Europa, então é especial. Não vou disputar uma final nesta temporada, mas na próxima. 'Fui o único que poderia dizer isso. Chegar a três finais europeias na última 4 anos'.

Descartou Portugal e a Arábia Saudita: estes dois destinos ainda estão nos seus pensamentos para o futuro?
“Portugal ligou-me duas vezes, uma delas quando estava no Real Madrid, e Florentino Perez disse-me que eu teria de desempenhar um papel duplo nesse caso, mas isso não foi possível. que a Roma me demitiu depois de alguns meses? Não. Não me arrependo. Será meu objetivo treinar uma seleção nacional no futuro? Não sei como treiná-los considerando algo importante. Eu diria sim para a Copa do Mundo ou o Europeu, mas esperar dois anos para disputar esses torneios… Não sei, um dia aceitarei, mas não sei se iria gostar. Arábia Saudita?Arábia?Cristiano Ronaldo abriu as portas para esse mundo em termos de futebol. Quando recebi a oferta era um plano financeiro muito importante, mas recusei porque a Roma e o futebol europeu são mais importantes para mim. , mas neste momento não assinarei nenhum contrato porque primeiro tenho que tomar a melhor decisão.”

READ  Allegri, primeiras notas