Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Essa estranha estreiteza que imediatamente faz você pensar no coração: o que são dores intercostais

Não é uma regra geral, mas na maioria das vezes, alguns guias fazem o teste. Isso se aplica a todos os campos, incluindo o campo médico.

Dor intercostal e tratamentos – Newsby.it

No entanto, indícios de possível patologia devem ser devidamente levados em consideração, mesmo quando houver apenas um. Também por causa da tendência de confiar em diagnósticos “caseiros” com muita frequência, Com base em experiências anteriores Ao invés da perícia médica, ele acaba controlando, levando a situações de risco. É interessante notar que, em algumas circunstâncias, até mesmo os próprios termos diagnósticos podem ser mal interpretados. ou, no entanto, estendida a casos não relacionados ao seu campo específico. Quando falamos de “dor intercostal”, por exemplo, estamos nos referindo a um grande número de condições, algo semelhante ao termo “frio”. Muitos sintomas, embora nem todos se limitem a uma área específica do corpo. Por “intercostal” nos referimos à região torácica, e esta localização muitas vezes leva a algumas imprecisões. Alguns parâmetros, nesse sentido, podem ser úteis. Em primeiro lugar, a duração e intensidade da dor, bem como a área em que ocorre.

Dor intercostal: quando e onde

A dor intercostal, portanto, refere-se a sintomas que podem afetar muitas estruturas, começando pelo movimento, músculos e ligamentos. As causas também devem ser buscadas em uma gama bastante ampla. Os mesmos sintomas podem ocorrer em momentos diferentes, o que os torna complexos Abordagem imediata para uma situação específica. Por exemplo, as dores atacam tanto em repouso quanto durante o movimento, e o denominador comum para o ato de respirar é o momento de início.

Dor intercostal – Newsby.it

Uma vez identificada a área da dor, o passo para o diagnóstico deve levar em consideração vários fatores. Em primeiro lugar, a história clínica do paciente, a partir de intervenções cirúrgicas anteriores ou doenças já identificadas no passado (especialmente doenças cardíacas e pulmonares). Mantenha um foco especial nos chamados ‘eventos agudos’ (ou seja, picos de dor) e na velocidade com que ocorrem. Obviamente, a situação também afeta em grande medida. Por exemplo, se a dor intercostal ocorre como resultado de intensa atividade de movimento (também nos referimos a esforços em casa), pode aumentar a possibilidade de danos ósseos ou musculares, como fraturas, contusões e distensões. Outros casos são particularmente perigosos Pode levar a diagnósticos imediatos (médicos, obviamente).Como um pneumotórax causado por trauma contundente penetrando na pleura. Nesses casos, a dor pode ser decorrente do rompimento das bolhas. No entanto, esse problema também pode aparecer espontaneamente, se o sujeito estiver fisicamente predisposto. Um pneumotórax causa dor intensa e problemas respiratórios, pois será difícil estender o tórax na metade afetada por causa do colapso do pulmão.

Newsby.it Dor intercostal

sistema respiratório e muito mais

O parâmetro de comparação é sempre um tópico saudável. Em uma pessoa que fuma muito ou sofre de infecções respiratórias, a dor intercostal pode ser uma indicação de possíveis complicações nas vias aéreas inferiores (por exemplo, pneumonia), alvéolos e tecido pulmonar. Nesses casos, junto com a dor, a infecção causa dificuldade para respirar, além de sintomas paralelos como febre e calafrios. Também é possível desenvolver um caso de pleurisia, Uma inflamação do revestimento do pulmão (pleura) que causa tosse e dor intensa mesmo quando você simplesmente respira. Tenha cuidado, no entanto, para limitar o escopo de ação da dor intercostal no sistema respiratório. Muitas vezes, até mesmo formas de artrite podem afetar as articulações entre as costelas e o esterno, causando uma inflamação conhecida como costocondrite. O mesmo se aplica às nevralgias, como o herpes, que também podem ser identificadas por manifestações cutâneas como o herpes zoster. Mesmo uma hérnia de disco pode afetar a área do peito.

Duas posições enganosas

Da mesma forma, tome cuidado para não confundir certas posições com dor nas costelas. De fato, é claro que casos de angina e refluxo gastroesofágico aparecem como dores desse tipo, mesmo que as causas devam ser procuradas em outro lugar. No primeiro caso, de fato, a síndrome ocorre devido ao esforço físico excessivo ou devido a um estado de estresse psicológico. dor no começo Pouco mais que um aborrecimento Que rapidamente se estende até a região do peito e gera uma forte sensação de opressão. Já no segundo caso, a dor limita-se à região central do tórax e na região superior das costas, sendo acompanhada de sintomas como dor de garganta e tosse. Obviamente, quando alguém se encontra em situações desse tipo de forma crônica, uma consulta médica servirá para tirar qualquer dúvida. Como sempre, os diagnósticos do tipo “faça você mesmo” não apenas perdem o tempo em que foram encontrados, mas também podem sair pela culatra.

READ  Tudo o que você precisa saber sobre a gripe australiana