Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Choiro celebra os bronzes de prata, Trojan e Mezlek. Mozetti na luz – jogo OA

Athletic Italy dá mais um sorriso aos Jogos do Mediterrâneo 2022 Multi Games em Oran (Argélia). Eloisa Coiro conquistou a medalha de prata nos 800m. O jogador de 21 anos, de Roma, baixou seu recorde pessoal em mais de um sexto, caindo abaixo da barreira de 2’02 pela primeira vez em sua carreira” e conquistando um bom segundo lugar em 2:01.40, depois de se envolver. O turco Guliyev Ekaterin (2:01.08) e o marroquino resiste ao regresso do adepto asiático (2:01.44).

Virginia Troiani veste um belo bronze nos 400mTerminando com o tempo de 53,14s, Rabela Luguto (53,37s) venceu a prova à frente do português Acevedo da Silva (51,24) e da eslovena Anita Horvat (51,94). A última medalha do dia foi o bronze conquistado por Osama Meslek A 1500 metros Com o tempo de 3h42s49, pouco à frente de Pietro Arese (3h42s80). A Azzurra sofreu do ponto de vista tático e não conseguiu enfrentar o francês Azedin Habs (3m41s65) e o marroquino Abdellatif Sadiqi (3m42s00).

Um recurso notável por Nicla Mosetti Recebe dízimos de seus funcionários e Impondo-se nas baterias dos 100 obstáculos com tempo correspondente de 13.02, tornou-se o sétimo italiano. A jogadora de Trieste entra na final com o melhor tempo da sessão, assim como Elena Carraro (13,15). Nos 110 com barreiras, Lorenzo Simonelli (13,72) e Francesco Ferrante (13,88) passam a curva. Ótimo depoimento Diego Petrozzi venceu os 200m em 20s55 (Um centavo da equipe) O turco Ramil Guliyev conseguiu assinar uma corrida melhor do que vencer sua bateria com 20,74 à frente do ex-campeão mundial Andrea Federici (21,05).

A meia volta da pista vem a pista de viragem Irene Siracusa (23,59) e Maya Bruni (23,66) Lapo Bianciardi sétimo na final dos 400m (47,02) vencida pelo português João Agostinho Coelho (45,41). No dardo, Sarah Zabarino e Carolina Visca terminaram em quinto (53,98) e sexto (52,18), respectivamente. Não houve italianos no salto triplo, Neja Filipic da Eslovênia (14,16) esteve bem contra Dukba Danizmas da Turquia (14,05). Roberto Orlando foi quinto no dardo (74,27). Nos 5.000m solo (15m23s47) do turco Yasemin Kane, a turca Erzu Chasma se impôs no salto com vara (5s75), onde Max Mandusic foi sexto (5s30).

READ  Dos erros cometidos no clássico aos irreparáveis ​​de Mou

Foto: Colombo / Fidel