Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

A saúde do futuro começa com a região

. PNRR e a educação que veio da pandemia

A saúde do futuro passará pela reorganização da medicina doméstica, que há meses está no centro da agenda política. Não poderia ser diferente. Não é necessário fazer discursos complicados ou gastar muitas palavras para lembrar todas as falhas e rachaduras que a assistência médica expôs na região durante a pandemia de Covid-19. E não apenas em regiões “nobres” como a Lombardia.

que, sob os golpes da emergência, viram desmoronar sua supremacia de excelência em saúde, mas também nas periferias do império, onde foi possível verificar, sem ir muito longe, mesmo aqui na Sardenha, embora para menos do que os mais afetados regiões.

Para pagar por suas peles, nas semanas cruciais de uma emergência de saúde, os cidadãos. Um em cada três pacientes com Covid, que teria sido tratado em casa, encontrou-se sozinho, vítima de ansiedade, medo e a necessidade de fazer o que poderia ter sido evitado – salas de emergência entupidas – se os médicos de família fossem imediatamente colocados em posição de realmente intervir de casa O paciente, devidamente equipado com dispositivos de proteção individuais. O que poderia ter evitado a hospitalização, agravando a já trágica situação dos hospitais.

Nas regiões, é quase um deserto de saúde, com médicos desarmados, sem planos de tratamento e separados do hospital. O que agora foi anunciado, no Plano Nacional de Recuperação e Resiliência (PNRR), dividido em “missões”, a sexta das quais está relacionada à saúde, representa na prática a rejeição estrita de grande parte dos sistemas de saúde da Itália regiões, que não o podem fazer. Resiliência diante da onda epidêmica. A nova estrutura institucional e organizacional fornece um modelo regional baseado em casas comunitárias (1 por 20.000 habitantes, construídas (do zero ou adaptando edifícios existentes) que reunirá médicos de família e especialistas em uma estrutura de bairro., Enfermeiras e assistentes sociais: eles irão atendem de 8 a 20 pessoas. Serão equipadas com posto de amostragem, máquinas diagnósticas e infraestrutura de informática.

READ  Um erro que todos cometem durante a limpeza da primavera é um perigo para a saúde

Financiados pelo Fundo de Recuperação, 1.288 serão inaugurados: 35 serão na Sardenha e representarão uma estrutura intermediária entre as casas e hospitais comunitários, onde serão implementadas intervenções de média a baixa intensidade com estadias curtas. Esquema 381, 10 dos quais na ilha.

A função de coordenação e articulação dos vários serviços locais de saúde é confiada aos “Centros Operativos Regionais” (Cot) que irão assegurar a troca de informações entre os profissionais de saúde e serão uma referência para os cuidadores familiares. Está prevista a existência de um berço por 100.000 habitantes, correspondente às áreas geográficas em que o (s) território (s) serão divididos. No total, 602 serão organizados em 5 anos, dos quais 16 na Sardenha. Espera-se que o atendimento domiciliar para doenças crônicas seja aprimorado. E aí vem um dos nós da cabeça: clínica geral e médicos de família, cujo trabalho é regido por convenções coletivas firmadas por representantes de sindicatos e da Conferência Estadual e Regional. Sobre o papel deles no projeto e na questão da contratação, está se discutindo para trazer à tona posições muito diferentes, com governo e sindicatos espalhados em cargos muito distantes. Em conexão com o projeto de decreto sobre o NRP, muitas vozes críticas estão sendo levantadas. Alguns chefes regionais denunciam a “centralização” do plano, invocando o Título V da Constituição e denunciando a perda do papel das comunidades da região, às quais não se deve negar a possibilidade de interferir nos trabalhos a realizar, nas prioridades e nas necessidades. A impressão é que a revolução terá que enfrentar forte resistência dos governos regionais, mas não só. Se não for impossível, a “tarefa” da saúde – que ainda não foi delineada – promete ser difícil e árdua.

READ  Diga adeus ao inchaço e à retenção de água com estes remédios naturais perfeitos para todas as mulheres

© Reprodução reservada