Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Pesquisador português Pinto: Pedestres em Vilnius incentivam caminhada

Ao contrário do Porto, Vilnius tem muitos espaços abertos e verdes, afirma. “Graças ao planeamento urbano soviético, existia muito espaço verde entre os edifícios. Por causa do espaço aberto, teve-se a oportunidade de criar ciclovias”, disse Pinto, que tem formação em planeamento urbano e regional.

– Por que você veio para Vilnius?

– Sou estudante de doutorado adjunto na ESAC (Coimbatore Agricultural School, Coimbatore Polytechnic). A Mycolas Romeris University em Vilnius é parceira, então decidi passar um ano fazendo meu doutorado. Ficarei em Vilnius até julho próximo. As pessoas em Portugal perguntaram-me porque é que ia para a Lituânia, um país pouco conhecido. Gosto de viajar e este é também um motivo para escolher um país fora de Portugal.

– O que você sabia sobre Vilnius antes de ele chegar?

– Não sei muito sobre a Lituânia, mas fiquei muito interessado. Eu li sobre Tallinn, então sei algo sobre a Estônia. Eu sei que todos os três países (Báltico) são ex-membros da União Soviética, então eu estava mais interessado nisso vindo de uma visita. Claro, eu sabia que Vilnius era a capital.

– Percebeu o que foi diferente de Portugal depois que você veio para a Lituânia?

– Eu percebi o quão verde Vilnius realmente era. Além disso, que é uma cidade menor que Lisboa. É um pouco mais interessante. Além disso, pelo que tenho visto até agora, você usa a floresta muito “ativamente” e passa o tempo na floresta. Você tem lindas florestas. Em Portugal temos praias e montanhas. Além disso, notei que existem muitas ciclovias em Vilnius. Como um piloto de moto radical, isso é importante para mim.

READ  Treinador diz que Portugal não pode se qualificar para o Mundial | Notícias de futebol

– Você vai ficar em Vilnius por um ano. Você tem aulas de lituano?

– Sim, tento aprender lituano, mas é um desafio. Esta é uma das poucas vezes na minha vida em que me mudo para um país onde não conheço a língua daquele país. Foi especialmente difícil quando eu estava procurando um apartamento em Vilnius. Todos os sites de aluguel estavam em lituano.


Luis pinto

© Álbum de fotos do álbum pessoal.

– Como é que Vilnius difere do Porto, onde viveu nos últimos 9 anos?

– Terreno. Vilnius é quase plano em comparação com o Porto. Densidade da cidade – edifícios, especialmente no centro da cidade. Mas, ainda acho que o Porto está superpovoado. Também existem menos espaços verdes no Porto. Há muito espaço aqui em Vilnius e mais árvores. O Porto é diferente nesse aspecto. Por exemplo, o Porto tem mais montanhas, por isso não ando de bicicleta no Porto.

– Você gosta de explorar cidades enquanto viaja. Você mencionou, você visitou as nações insulares na África – a política localizada no Domo de S வோ o e no equador. O que você faz no seu tempo livre na Lituânia?

– Sim, gosto de viajar e todos os fins-de-semana caminho por Vilnius e exploro a cidade. Atravessei o centro da cidade no outono do ano passado e fui à Galeria Nacional. Ele está localizado em um belo lugar do outro lado do rio plantado por sakuras japoneses. Gosto de ver gente sim, gosto de caminhar. No meu celular, tiro fotos de alguns lugares que visito na cidade.

– O que você está perdendo agora porque está em Vilnius?

READ  Previsão do tempo, temperaturas de até 45 graus. Mas o grande granizo está em perigo: é isso

– Claro, porque a minha família está em Portugal com os meus filhos. Deixá-los e passar este ano em Vilnius foi uma decisão difícil para mim. Tenho saudades do tempo – do sol. Mas estar aqui, em Vilnius, vale a pena.

É proibido copiar o texto desta publicação sem a permissão por escrito da Delphi.