Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Mesmo show em Portugal: Arcangeli, Sofia e Filangieri marcaram, enquanto Azurin ironizou a 5 minutos do final.  Grilli: “O jogo nos dá experiência”

Mesmo show em Portugal: Arcangeli, Sofia e Filangieri marcaram, enquanto Azurin ironizou a 5 minutos do final. Grilli: “O jogo nos dá experiência”

fpf.pt

Golos e cena em Abrantes, onde a selecção sub-23 empatou 3-3 num amigável frente a Portugal. As meninas Nazarena Greeley lideradas por três, fizeram um grande jogo e conquistaram a vitória faltando apenas cinco minutos para o fim. Nicole Arcangeli (Pomigliano), Angelica Sofia (Milan) e Maria Luisa Filangieri (Sassuolo) marcaram pela Itália. “A equipe teve um desempenho muito bom no primeiro tempo e pior no segundo – comentou Greely -. A partida estava condicionada aos ventos fortes: poderíamos ter vencido, mas no final também poderíamos ter perdido. O importante é para conseguir a vitória.” Aplicamos o que preparamos no treino: foi um jogo difícil, mas nos dá experiência e é mais um passo no nosso crescimento.”

A Itália começou muito forte e a primeira oportunidade surgiu aos 12 minutos, num remate de pé direito, de dentro da área, executado por Arcangeli, que passou ao lado da baliza. Outra grande chance aos 19 minutos: em cobrança de escanteio de Pvatner, a cabeçada de Sofia acertou a trave. Aos 29 minutos, Arcangeli voltou a ser protagonista: o atacante Pomigliano acertou na trave com o poderoso pé esquerdo. Mas foi apenas a introdução ao gol que chegou aos 31 minutos com o camisa 23, que aproveitou um erro na preparação para Portugal ganhar uma vantagem merecida. Porém, os donos da casa precisaram de apenas dois gols para empatar: uma falta de Tomaselli na área do Pentasilgo foi punida com um pênalti, que a própria camisa 9 portuguesa converteu, sem deixar chances para Abril. Antes do final do primeiro tempo, o chute de pé direito de Muneke saiu ao lado do gol.

Mas logo aos dois minutos do segundo tempo, a Itália voltou a ganhar vantagem: após cobrança de escanteio, Pfatner mandou central para Sofia, que controlou na área e marcou de pé esquerdo para fazer 2 a 1. A reação portuguesa levou a um resultado à beira do Suba em que Abril não teve de interferir. No entanto, o guarda-redes da Juventus não conseguiu fazer nada aos 62 minutos, depois de o remate de pé direito de Telles ter acertado na baliza graças a um desvio de Sofia e a um vento contrário. Mas o coração da Itália é formidável: nove minutos depois, Filangieri criou outra vantagem para a equipa de Grilli, que cabeceou um remate que Corelli desviou para a rede. A cinco minutos do final, o resultado final foi 3-3 para Dantas, que lançou a bola por cima da Aprili: a tentativa desesperada de Sofia de defesa foi inútil.

READ  «Sofro de depressão, não conseguia dobrar as pernas e sair da cama» - Corriere.it