Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

McDonald’s tem um problema de batata frita no Japão

Os 2.900 restaurantes McDonald’s no Japão servem apenas pequenas porções de batatas fritas atualmente, devido a problemas da cadeia de abastecimento global. O racionamento das batatas fritas é apenas temporário e até o final do ano a situação deve estar normalizada. Nesse ínterim, ele soube que seriam organizadas viagens especiais para transportar toneladas de batatas para o Japão, embora não tenha sido confirmado que os suprimentos fossem para o McDonald’s.

Em 21 de dezembro, a divisão japonesa McDonald’s anunciar Passará a vender apenas pequenas porções de batata frita devido ao atraso na entrega de mercadorias da América do Norte. A empresa atribuiu o inconveniente à forte chuva que causou inundações no porto de Vancouver, Canadá, e Uma crise global na “cadeia de abastecimento” O sistema de logística complexo e interconectado que sustenta o comércio global e a economia – causado pelos efeitos da pandemia do coronavírus.

Portanto, desde a última sexta-feira, o McDonald’s no Japão não vende batatas fritas em porções médias e grandes, mas apenas as da porção menor, com um pequeno desconto nos cardápios que incluem porções médias ou grandes. No entanto, neste período alguns menus que normalmente incluem nuggets de frango e batatas fritas médias ou grandes não são servidos.

Enquanto isso, o CEO da empresa de logística americana Flexport, Ryan Petersen, disse que sua empresa “chegou a um acordo” para transportar novos carregamentos de batatas para o Japão a bordo de três Boeing 747s e “ajudar” a resolver a escassez de batatas. Não é certo que o acordo mencionado por Petersen tenha sido fechado com o McDonald’s, mas há poucos dias ele já havia dito que organizaria o transporte das batatas por via aérea.

READ  As contas aqui determinam limitar o aumento da eletricidade e do gás (que vale 3 bilhões) - Corriere.it

McDonald’s deveria ter legalizado batatas fritas no Japão também em dezembro de 2014, devido a outra série de atrasos no transporte global devido a protestos sindicais por cerca de 20.000 trabalhadores de 29 portos norte-americanos. No entanto, a falta de batatas não é um problema que afetou apenas os restaurantes McDonald’s japoneses. Na semana passada, por exemplo, o restaurante nova-iorquino JG Melon, conhecido por seus hambúrgueres, escreveu em um post no Instagram que pararia temporariamente de vender batatas fritas normais devido a problemas na cadeia de suprimentos.

Quanto ao McDonald’s no Japão, espera-se que a situação seja resolvida até o Ano Novo. Como confirme Como porta-voz da empresa, a venda de porções médias e grandes de batatas fritas deve ser retomada em 31 de dezembro.

– Leia também: A crise comercial global, bem explicada