Barcelos na NET

Lista de jornais e sites de notícias portugueses sobre esportes, política, negócios, saúde, empregos, viagens e educação.

Cingapura não pagará mais por atendimento médico para quem não foi vacinado

Em Cingapura, aqueles que não forem vacinados por opção e desenvolverem Covid-19 terão que pagar suas contas médicas a partir de 8 de dezembro. Uma ação que o ministro da Saúde da ONG, Yi Kong, descreveu como um “sinal importante” para imunizar todos, em uma entrevista coletiva realizada pela força-tarefa multiministerial que trata da Covid-19, da qual ele é copresidente.

Em Cingapura, as pessoas não vacinadas neste momento constituem a maioria dos pacientes que requerem cuidados hospitalares intensivos e estão contribuindo desproporcionalmente para a pressão sobre os recursos de saúde do país. O governo está atualmente pagando todas as contas médicas da Covid-19 para todos os cingapurianos, residentes permanentes e portadores de passe de longo prazo, exceto para aqueles cujo teste deu positivo ao retornar de uma viagem ao exterior. A nova medida se aplica apenas àqueles que optam por não ser vacinados, apesar de sua condição médica, e que serão admitidos nos hospitais e instalações de tratamento da Covid-19 a partir de 8 de dezembro.

A Covid-19 não será cobrada daqueles que foram apenas parcialmente vacinados até 31 de dezembro, para permitir que concluam o processo de vacinação. Pessoas não vacinadas ainda poderão se beneficiar de formas regulares de financiamento de cuidados de saúde, quando apropriado.

READ  Quantas bolhas tem um copo de cerveja? Aqui está a resposta para a ciência