Amazonastur vai mapear a pesca esportiva no Estado. O trabalho vai começar por Barcelos-AM

Amazonastur vai mapear a pesca esportiva no Estado. O trabalho vai começar por Barcelos-AM
4.6 (91.11%) 9 votes
A partir da próxima semana, o Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), vai realizar um mapeamento da pesca esportiva promovida no Estado. Os trabalhos serão iniciados pelo município de Barcelos (a 399 quilômetros de Manaus), que é considerado roteiro internacional pelo segmento.
 
O anúncio foi feito pelo presidente Amazonastur, Orsine Junior, durante reunião com operadores de pesca de Manaus e de Barcelos, na manhã desta segunda-feira, dia 9 de outubro, na sede do Órgão, na rua Tapajós, no Centro, zona sul.
 
“Esse diagnóstico detalhado vai servir para fortalecermos as ações destinadas ao setor. Não vou medir esforços para melhorar a infraestrutura e a capacitação do turismo no Estado. Temos que aprender a viver dos frutos da ‘Marca Amazonas’. O turismo é uma matriz econômica natural que precisa ser usada de forma estratégica”, disse Orsine Junior.
 
Uma nova reunião deve acontecer nas próximas semanas para traçar um plano de ações de incremento ao segmento da pesca esportiva no Amazonas a fim de alavancar o turismo de negócio.

Alto Rio Negro

De acordo com o presidente da Associação Barcelense de Turismo (Abot), a entidade conta com 15 empresas atuando no segmento da pesca esportiva na região do Alto Rio Negro. “Movimentamos algo em torno de R$ 10 milhões no município de Barcelos, em cinco meses. Conseguimos gerar em média de 700 empregos diretos” revelou.
 
Na ocasião, os representantes dos operadores de pesca aproveitaram para falar sobre as dificuldades do setor e pontuaram especificamente a questão da regulamentação da atividade. “Nós não precisamos só de recurso financeiro. Precisamos principalmente de articulação política, por exemplo, para fazermos a proteção do tucunaré, cuja espécie está seriamente ameaçada”, comentou o presidente da Abot.
 
Segundo o operador de pesca Ian Suloki, é essencial o ordenamento do setor por meio do marco regulatório que já tramita na Assembleia Legislativa do Amazonas. “Acreditamos que assim o peixe vai estar protegido e a tendência do turismo é só aumentar. Essa iniciativa da Amazonastur de se aproximar do nosso setor é muito significativa. É o Governo do Estado reconhecendo o grande potencial da pesca esportiva” afirmou.

Notícias Relacionadas

Compartilhar:

Comentários