Trio é preso durante ação deflagrada pela Polícia Civil em Novo Airão

Trio é preso durante ação deflagrada pela Polícia Civil em Novo Airão
4.6 (92%) 5 votes

Trio é preso durante ação deflagrada pela Polícia Civil em Novo Airão capa

A Polícia Civil do Amazonas, sob a coordenação dos delgados Mariolino Brito e Lázaro Ramos, respectivamente diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI) e titular da 77ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Novo Airão, município distante 115 quilômetros em linha reta de Manaus, deflagrou no lugar, ao longo de quinta-feira, dia 7, operação policial que resultou nas prisões de três homens envolvidos em práticas delituosas.

De acordo com o delegado Lázaro Ramos, a operação teve por objetivo reprimir atividades ilícitas no local e reduzir ocorrências relacionadas a roubos, furtos e tráfico de drogas em Novo Airão. Conforme o titular da 77ª DIP, os trabalhos iniciaram na manhã de ontem, por volta das 6h, e foram estendidos até meia-noite desta sexta-feira, dia 8. Além de policiais civis lotados na 77ª DIP, DPI e Delegacia Fluvial (Deflu), participaram da ação servidores da Polícia Militar lotados naquele município.

Lázaro Ramos enfatizou que ao longo da operação os policiais prenderam, em cumprimento a mandado de prisão por furto qualificado, o taxista João Paulo Fragoso Bruno, 31. O homem estava sendo investigado por ter participado de tentativa de furto a uma agência bancária situada em Novo Airão. O crime ocorreu no dia 20 de junho deste ano. O mandado de prisão em nome de João Paulo foi expedido na última quarta-feira, dia 6, pelo juiz Celso Souza de Paula, responsável pela Comarca de Novo Airão.

Em continuidade aos trabalhos, os policiais prenderam em flagrante, por tráfico de drogas, em locais distintos de Novo Airão, Carlos dos Santos Araújo, 18, e Edilson dos Santos Feitoza, 26. Com a dupla foram apreendidos, aproximadamente, 14 porções de substância entorpecente, entre cocaína e oxi, uma porção média de drogas com aspecto de oxi, seis celulares e R$ 70 em espécie.

O diretor do DPI destacou a importância dos trabalhos realizados em Novo Airão. “O DPI planejou essa ação pontual, juntamente com o delegado titular da unidade policial de Novo Airão. Os trabalhos foram exitosos porque além de coibir a criminalidade, foi uma ação tanto repressiva quanto preventiva. Durante as incursões também realizamos prisões de pessoas envolvidas em delitos que incomodavam os populares”, ressaltou o delegado Mariolino Brito.

O taxista João Paulo foi indiciado por tentativa de furto. Já Carlos e Edilson foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, crime previsto no Artigo 33 da Lei 11.343/06. O trio segue preso na carceragem da 77ª DIP, à disposição da Justiça.   

Compartilhar: