Wilson Lima anuncia nomes que irão compor a comissão de transição do seu Governo

Wilson Lima anuncia nomes que irão compor a comissão de transição do seu Governo
4.4 (88.57%) 7 votes

Wilson Lima anuncia nomes que irão compor a comissão de transição do seu Governo

O governador eleito, Wilson Lima (PSC), escolheu quatro nomes de fora do Estado para compor sua equipe de transição, junto com os aliados de primeira hora, o deputado Luiz Castro (Rede) e o vice-governador eleito Carlos Alberto Almeida (PRTB). São eles o ex-secretário de Educação de São Paulo, Gabriel Chalita (foto acima); o médico infectologista e ex-secretário de Saúde de São Paulo, David Uip; o cientista social, administrador e PhD em economia, Humberto Laudares, e o general da reserva do Exército Brasileiro Franklimberg de Freitas.

O governador eleito do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (30), os nomes de sua equipe da comissão de transição que irão trabalhar em conjunto com a comissão a ser criada pelo governo do Estado no levantamento de dados a fim de promover um raio-x da gestão estadual do Amazonas.

O grupo vai ser coordenado pelo administrador e especialista em políticas públicas, Humberto Laudares, que já foi secretário de Economia e Planejamento do governo do Estado de São Paulo; e terá como membros Gabriel Chalita, ex-vereador paulista e ex-secretário de Juventude e de Educação também de São Paulo; do deputado estadual Luiz Castro (Rede) e do vice-governador eleito, Carlos Alberto Almeida Filho (PRTB).
Nesta quarta-feira (31) desembarca na capital amazonense o médico infectologista David Uip e o general da reserva, Franklimberg Ferreira, que também vão integrar a comissão de transição do governador eleito, Wilson Lima.

O documento com os nomes dos membros será enviado amanhã ao governador Amazonino Mendes (PDT) para que seja publicado o decreto estadual com a composição da comissão de transição que irá coletar informações do governo para a próxima gestão, que se inicia em 1º de janeiro de 2019.
A criação de uma equipe de transição é prevista pela lei federal 10.609, de 20 de dezembro de 2002, amparada ainda pela Emenda Constitucional número 89 de 11 de dezembro de 2014, que determina 48 horas após o resultado final do pleito eleitoral para que a comissão seja criada, além da Resolução número 11/2016, do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), que determina prazo máximo de cinco dias para que a comissão seja instituída.
O grupo de trabalho tem a prerrogativa de requerer todos os dados financeiros e administrativos do governo em andamento, bem como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), Plano Plurianual (PPA) e Lei Orçamentária (LOA).
O governador eleito Wilson Lima explicou a escolha dos nomes pela experiência que possuem e por acreditarem na mudança e na forma de fazer política, além de terem experiências administrativas bem sucedidas em outros Estados do país.

Humberto Laudares

É especialista em políticas públicas e desenvolvimento, PhD em Economia pelo Graduate Institute, em Genebra (Suíça), e mestre pela Universidade Columbia (Estados Unidos). Fez Ciências Sociais na USP e Administração na FGV de São Paulo. Trabalhou com políticas públicas em governos, no parlamento e em organismos internacionais.
Humberto Laudares já trabalhou na Secretaria de Economia e Planejamento do governo do Estado de São Paulo; no Banco Mundial; no Fundo Global de Luta contra Aids, Malária e Tuberculose e na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.
É fundador de movimentos como o Agora!, o Onda Azul, o RenovaBR e o Livres, e tem como proposta de vida trabalhar pela igualdade de oportunidades.

General Franklimberg Ribeiro de Freitas

É general do Exército, de origem indígena por parte materna. Em 2017, assumiu a presidência interina da Fundação Nacional do Índio (Funai), ficando durante o período de um ano. Sua nomeação foi indicação do PSC nacional.
Franklimberg tem forte atuação no combate a crimes ambientais, ao tráfico nas fronteiras e apoio às comunidades indígenas da região e também atuou como assessor de relações institucionais do Comando Militar da Amazônia (CMA).

Carlos Alberto Almeida Filho

Eleito vice-governador na chapa encabeçada por Wilson Lima, Carlos Alberto é formado em direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), é defensor público desde 2005, mestre em Direito pela Faculdade Autônoma de Direito – FADISP (SP) e titular da 1ª Defensoria Pública Especializada em Atendimento de Interesses Coletivos, desde 2009.

Luiz Castro

Advogado formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Luiz Castro é paulista e chegou ao Amazonas aos 18 anos de idade. Em 40 anos morando no Estado, Luiz Castro já foi duas vezes prefeito de Envira, município amazonense da calha do Juruá e cinco vezes deputado estadual.
Já presidiu a Associação Amazonense de Municípios (AAM); o Instituto de Cooperação Técnica Intermunicipal (Icoti). Assumiu a Secretaria Estadual de Produção, Agropecuária, Pesca e Desenvolvimento Rural Integrado (Sepror) no período de 2003/2004.

Gabriel Chalita

Graduado em Filosofia e Direito é mestre em Direito e Ciências Sociais e doutor em Filosofia do Direito e Comunicação e Semiótica. Autor de mais de 63 livros. Já foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Cachoeira Paulista.
Também exerceu cargos de secretário da Juventude, Esporte e Lazer e de secretário da Educação do Estado de São Paulo, onde instituiu os Programas Escola da Família, Escola de Tempo Integral e Caminho das Artes. Foi presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), por dois mandatos, vereador da cidade de São Paulo e deputado federal pelo PMDB – SP. Atuou como secretário municipal de Educação de São Paulo.

David Uip

É médico infectologista graduado em medicina pela Faculdade de Medicina da Fundação Universitária do ABC, Mestrado em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Doutorado em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1993).
Ocupou cargos como o de diretor-executivo do Instituto do Coração de São Paulo (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas.
É um dos maiores especialistas em Aids no Brasil, pelo sucesso das pesquisas realizadas na Casa da Aids. Professor livre-docente de infectologia pela Universidade de São Paulo. Atualmente é diretor da Faculdade de Medicina do ABC, o FMABC.

Notícias Relacionadas