Suspeito de agredir Bolsonaro é ativista comunista

Suspeito de agredir Bolsonaro é ativista comunista
5 (100%) 3 votes

Suspeito de agredir Bolsonaro é ativista comunista

A Polícia Militar de Minas Gerais identificou o autor do ataque contra Jair Bolsonaro como Adélio Bispo de Oliveira, natural da cidade mineira de Montes Claros.

Em seu perfil no Facebook, o agressor postou diversas mensagens críticas ao candidato do PSL. Além disso, Adelio participou de atos contra o presidente Michel Temer e pela libertação de Luiz Inácio Lula da Silva, além de ter divulgado imagens da bandeira do Brasil com o símbolo do comunismo.

Adelio Bispo de Oliveira, foi filiado ao PSOL de Uberaba (MG). Ele esteve entre os filiados à legenda entre maio de 2007 e dezembro de 2014, quando pediu para deixar o partido. As informações constam do registro de filiados junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que pode ser baixado no site da corte eleitoral

Notícias Relacionadas