Seis homens são detidos com 348 quelônios e 2,3 mil ovos no Amazonas

Seis homens são detidos com 348 quelônios e 2,3 mil ovos de quelônios

Policiais militares, por meio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), durante ação de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), às 21h30 de terça-feira (24/09), detiveram seis pessoas por tráfico de animais silvestres e associação criminosa, no Parque do Jaú.

Os homens foram flagrados no interior da unidade de conservação Parque Nacional do Jaú, entre os municípios de Novo Airão e Barcelos, no Estado do Amazonas, divididos em duas canoas, as quais continham 2.329 ovos de quelônios da Amazônia, 348 quelônios vivos e a carne de uma anta, espécies consideradas ameaçadas de extinção.

De acordo com os policiais envolvidos na ação, após a autuação administrativa, os quelônios vivos foram devolvidos ao seu habitat. Em relação aos ovos de quelônios e à carne de anta, diante da inviabilidade de reintrodução na natureza, foi aplicada a legislação ambiental, que determina a sua destruição. As duas canoas de madeira e os motores de rabeta foram apreendidos pelo órgão de proteção ambiental.

Os policiais militares informaram que a ação coincide com o 39º aniversário da unidade de conservação, criada por meio do Decreto nº 85.200, de 24 de setembro de 1980, que em seu artigo 2º dispõe que “O Parque Nacional do Jaú tem por finalidade precípua a preservação dos ecossistemas naturais englobados contra quaisquer alterações que os desvirtuem, destinando-se a fins científicos, culturais, educativos e recreativos”.

Historicamente, a principal pressão sobre os recursos do parque se volta contra a população de quelônios e seus ovos, o que reforça a importância das ações de fiscalização, prevenção e repressão a ilícitos ambientais na região, como também as de educação ambiental, a exemplo do programa de monitoramento de quelônios, com o envolvimento da comunidade na soltura de espécimes no parque.

O grupo foi apresentado na manhã de hoje (25/09) na Superintendência da Polícia Federal em Manaus/AM para os procedimentos cabíveis.

Notícias Relacionadas