REUNIÃO SOBRE TURISMO REUNIU EMPRESÁRIOS, SECRETÁRIOS MUNICIPAIS E VEREADORES EM BARCELOS


Barcelos – aconteceu nesta sexta-feira (22) no Auditório da Camara Municipal de Barcelos uma importante reunião com a presença da Associação dos Barcos Operadores, Secretaria de Turismo, Secretaria de Meio Ambiente ( não compareceu) e vereadores onde foi discutido ações para a temporada de 2014. Próxima reunião acontecerá dia 27, na próxima quarta-feira… A atividade turística da Pesca Esportiva no município de Barcelos gera renda para centenas de pessoas e está em ascenção. Barcelos é procurado o ano inteiro por turistas de diversos países e também do Brasil pelas belezas naturais exclusivas de uma região fascinante, durante praticamente 7 meses se transforma no principal foco para os praticantes da pesca esportiva. Tudo isso precisa de políticas publicas e uma organização entre o poder público e as operadores de turismo que operam no município.

O objetivo inicial foi tratar sobre as questões trabalhistas do pessoal que trabalha no turismo. O que foi discutido foi: a.) A principal demanda trabalhista do setor de turismo é a do guia de pesca (piloteiro). As empresas de turismo possuem uma dificuldade de assinar a carteira dos guias porque a profissão de guia de pesca ainda não está regulamentada pelo ministério do trabalho. Além disso, os próprios guias precisavam se qualificar e fazer um curso de 160h além do curso de arrais amador (capitania). Ficou definido na primeira reunião que a camara junto com a ABOT tentarão trazer esses cursos para Barcelos. Os operadores também informaram os problemas que segunfo eles enfrentam hoje pelo turismo (falta de apoio pelo poder público, falta de estrutura para receber o turista (porto/aeroporto, cat), falta de fiscalização nos rios, falta de um plano para o turismo.

Foi informado também que as empresas de turismo pagam um alvará no valor de (R$ 540,71) para  empresas grandes ou micro-empresase que acham o valor alto. A grande expectativa ficou na ausencia do representante da Secretaria do Meio ambiente que será convocado oficialmente na próxima reunião  para falar sobre as questões da sua pasta como: Plano de fiscalização para temporada 2014/15.

Segundo informações do Presidente da ABOT, um outro ponto é a questão da pesca predatória que está ocorendo em nossa região. Dados da colonia de pesca, apontam que estão saindo todo mês da cidade mais de 150 toneladas de pescado sem controle e sem fiscalização. Todo esse pescado abastece SGC, Novo Airão, Manaus e Manacapuru sem deixar qualquer recurso no municipio mas deixam um rastro de destruição depredação ambiental sem precedentes em nossos rios.

Notícias Relacionadas