Profissionais do interior do AM recebem treinamento para atendimento de vítimas de violência sexual

Profissionais do interior do AM recebem treinamento para atendimento de vítimas de violência sexual
5 (100%) 5 votes

Profissionais de saúde do interior do Amazonas serão capacitados pelas equipes da maternidade municipal Moura Tapajoz para o atendimento a mulheres que sofreram qualquer tipo de violência sexual. A capacitação é fruto de uma parceria firmada entre a Prefeitura de Manaus e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) para a implantação, nos municípios amazonenses, do Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (Savvis).

Os primeiros treinamentos começaram a ser oferecidos nesta terça-feira (28/03) a 15 profissionais (psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais e médicos) de Lábrea e Boca do Acre, que permanecem na capital até quinta-feira (30/03). Ao longo do ano, outros 18 municípios irão enviar suas equipes para capacitação. A Moura Tapajoz é a única instituição autorizada a representar o Ministério da Saúde na capacitação para implantação de Savvis no Amazonas.

O secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que a parceria firmada entre a Prefeitura e a FVS atende à necessidade de qualificar os municípios para a correta assistência às vítimas de violência sexual. “Nossos profissionais são, reconhecidamente, especializados neste tipo de atendimento e desenvolvem um trabalho de alto nível nos diversos protocolos necessários ao acompanhamento das vítimas”, declarou Homero.

As aulas oferecidas às equipes do interior do Estado serão teóricas e práticas e no conteúdo serão apresentados os protocolos de atendimento aos casos de violência sexual, que incluem a atenção humanizada às vítimas e o preenchimento correto da notificação de violência.

Segundo a chefe do Núcleo de Prevenção a Riscos à Saúde por Causas Externas da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Thalita Guedes, os participantes irão conhecer os aspectos psicológicos do primeiro atendimento, a compreensão e a dinâmica familiar de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, a assistência farmacêutica para a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e HIV e, ainda, a prevenção da gravidez indesejada e o aborto legal.

“Em casos de abortamento legal, as vítimas passam a ser atendidas no Hospital da Mulher Dona Lindu, e uma das nossas visitas programadas será neste hospital com a intenção de completar a sequência de atividades dentro do conteúdo programático da capacitação”, declarou Thalita.

Ainda de acordo com Thalita Guedes, a programação de treinamento prevê a capacitação de dois municípios a cada mês. De 25 a 27 de abril serão capacitados os profissionais de Borba e Manacapuru. De 30 de maio a 1º de junho, Barcelos e Autazes, e de 27 a 29 de julho, Manicoré e Guajará. Em agosto, de 29 a 31, serão capacitados Tefé e Novo Aripuanã e em setembro (de 26 a 28), Rio Preto da Eva e Santa Izabel do Rio Negro. De 30 de outubro a 1º de novembro, a capacitação será para São Paulo de Olivença e Silves, e de 28 a 30 de novembro, para Benjamim Constant e Apuí.

Com informações Amazonas em Tempo

Compartilhar:

Comentários