Preço da gasolina cai e chega a até R$ 3,35 em postos de Manaus

preco-da-gasolina-cai-e-chega-a-ate-r-335-em-postos-de-manaus

O preço do litro da gasolina reduziu em alguns postos de Manaus, desde segunda-feira (17). A remarcação de valores anima consumidores e evidência a guerra entre empresários para evitar queda no movimento e aumento dos prejuízos. Postos nas Zonas Norte e Leste apresentaram preços mais atrativos, que variam de R$ 3,35 a R$ 3,39 o litro do combustível.

Na sexta-feira (14), a Petrobras anunciou a redução de valores dos combustíveis em refinarias. Empresários ouvidos pelo G1, no entanto, relataram que a anunciada queda ainda não foi repassada pelas distribuidoras aos postos. Contudo, a baixa foi necessária para acompanhar o mercado e não perder clientes. A reportagem tentou contato com o Sindicato dos Postos dos Combustíveis do Amazonas (Sindcam), mas não obteve sucesso.

No bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, por exemplo, um posto localizado no Conjunto Renato Souza Pinto, apresentou um dos menores preços. Por volta do meio-dia, desta segunda-feira, os litros tanto da gasolina comum quanto da aditivada estavam R$ 3,39, o etanol R$ 3,19, e o diesel R$ 3,29.

De acordo com o gerente, Marcos Felipe Alves, a guerra da concorrência tem feito os preços caírem mais de uma vez ao dia. “Hoje de manhã (segunda-feira, 17), o litro da gasolina estava R$ 3,49. Ontem (domingo 15), estava R$ 3,55 e no sábado (15), estava 3,59”, disse o gerente.

O reajuste nos preços tem feito aumentar o movimento nos postos. “É uma guerra de preço entre os donos. Um baixa e o outro baixa para atrair mais clientes. Ainda não teve baixa no distribuídos, teve uma especulação que ia baixar, mas até agora nada. Acabei de fazer pedido e continua o mesmo preço de compra, está saindo a RS 3,25 a aditivada e RS 3,24 a comum. Está para igualar o preço de venda e de custo. O lucro fica pouco”, disse.

A queda do valor foi comemorada por condutores. O mecânico Luciano Silva, 36, gasta uma média de R$ 600 com combustível por mês. “A baixa tem que se manter. Tínhamos postos com o litro sendo vendido a R$ 3,85 e alguns a R$ 3,90. Se você for calcular em litros esses centavos que você economiza, é uma boa economia, você ganha uns 3,4 litros de gasolina no final das contas”, disse.

Na Avenida Margarita, no bairro Nova Cidade, ainda na Zona Norte, o litro da gasolina estava sendo vendido a R$ 3,35, o etanol a R$ 3,10 e o diesel a R$ 3,10.

“Os preços baixaram nesta segunda-feira. Mais cedo, o litro da gasolina tava saindo por R$ 3,39 e baixou para superar a concorrência. Já percebemos um aumento de 10% no movimento “, disse o frentista Eduardo de Souza, 26 anos.

Em outro estabelecimento no bairro São Jorge, Zona Oeste da cidade, o litro da gasolina baixou de R$ 3,85 para R$3,59, desde a quarta-feira (12).

“Até agora não repassaram (a distribuidora) para gente a redução, estamos comprando no preço antigo de R$ 3,37 e R$3,40 o litro. Até agora não compramos com essa redução que teve. Baixamos por conta do mercado, têm muitos postos cometendo suicídio. Para quem aceita cartão, só recebe daqui a 30 dias e tem a porcentagem da administradora, que já leva no mínimo 2%”, disse o gerente Hudson vieira.

Cai valores nas refinarias
O anúncio da queda no preço do litro – reflexo da redução de valores dos combustíveis em refinarias – foi anunciado na última sexta-feira (14) pela Petrobrás. De acordo com informações repassadas pelo vice-presidente do Sindicato dos Postos dos Combustíveis do Amazonas (Sindcam), Geraldo Dantas, a previsão de queda é de 2,7% no diesel e de 3,2% no preço da gasolina nas refinarias. Os preços entrariam em vigor a partir de sábado (15).

Fonte: G1