Polícia prende homem denunciado por se masturbar e esfregar órgão genital em passageira de ônibus

Polícia prende homem denunciado por se masturbar e esfregar órgão genital em passageira de ônibus
5 (100%) 7 votes

Na manhã desta sexta-feira, dia 29, por volta das 9h30, policiais civis lotados no 25° Distrito Integrado de Polícia (DIP) prenderam em flagrante Carlos Alberto Alexandre Ferreira, 35, denunciado por se masturbar e esfregar o órgão genital em uma passageira de um transporte coletivo de linha 678. A prisão aconteceu na Avenida Efigênio Sales, bairro Aleixo, zona Centro-Sul da capital, no momento em que a equipe policial trafegava pela via.

De acordo com o delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Amazonas, Ivo Martins, os policiais estavam em diligência naquela área quando observaram movimentação suspeita dentro do ônibus. Em seguida foram informados que um homem havia molestado uma mulher de 25 anos, encostando a genitália dele na perna da passageira.

“Inicialmente eles notaram o tumulto dentro do veículo e suspeitaram que pudesse ser uma ação criminosa. Foi então que descobriram que Carlos havia molestado sexualmente uma passageira, que percebeu o ato obsceno e gritou pedindo ajuda”, explicou Ivo Martins.

Conforme a autoridade policial, o homem não estava usando roupas íntimas, apenas camisa e bermuda. Durante revista os policiais civis encontraram dentro da mochila que o infrator carregava um rolo de papel higiênico e um pacote de lenços de papel. “Ele confessou que já teria feito isso outras vezes. Argumentou que sentia uma necessidade incontrolável e que, em determinadas situações, não conseguia se conter. O material que ele trazia dentro da mochila denota a intenção dele de cometer o crime e querer se limpar após os atos libidinosos”, declarou o delegado-geral adjunto.

Ivo Martins não descarta a possibilidade de Carlos ser uma pessoa com deficiência intelectual. “Não está descartada a possibilidade do delegado pedir para o juiz um exame de insanidade mental porque tem horas que Carlos confunde as informações. Não dá para saber se ele faz de propósito ou se ele tem um complicador mental, por esse motivo vai ser pedido o exame”, informou.

O delegado-geral adjunto pediu, ainda, que caso alguma outra vítima reconheça Carlos, que ela compareça no horário comercial à Delegacia Geral, localizada na Avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste da cidade, para formalizar a ocorrência.

A equipe policial do 25° DIP encaminhou Carlos ao Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) para a realização dos procedimentos cabíveis. Ele foi atuado em flagrante por estupro tentado e será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul da cidade, onde ficará à disposição da Justiça. 

Notícias Relacionadas

Compartilhar:

Comentários