Pedida indicação geográfica para o peixe ornamental do Rio Negro

O INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) recebeu no dia 24 de abril um grupo constituído de representantes do Sebrae/AM que apresentaram um pedido de registro de indicação de procedência para o peixe ornamental do Rio Negro.

O pedido se refere à área delimitada pelos municípios de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, onde são obtidos os peixes ornamentais comercializados no Brasil e no exterior.

Estes peixes são tratados por comunidades de pescadores que o manejam de forma a preservar as espécies utilizadas em aquários ornamentais. A obtenção das espécies, permitida pelo Ministério do Meio Ambiente, através do Centro de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica (Cepam), é realizada de forma sustentável. Isto significa garantia do respeito às normas ambientais associada à possibilidade de renda para as populações ribeirinhas, contribuindo para a preservação do rio e da floresta.

Neste caso, o registro de indicação geográfica deverá fortalecer a organização da atividade econômica local. Servirá também para combater a venda de peixes ornamentais reproduzidos no exterior e vendidos como os autênticos peixes do Rio Negro.

Fonte: INPI

Notícias Relacionadas