O Ministério Público de Contas do Amazonas começa 1ª etapa de inspeção em 26 municípios

Em virtude da inadimplência dos 47 gestores do interior do Estado, entre eles prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais, que deixaram de encaminhar as prestações de contas do ano de 2012 ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) dentro do prazo legal, o conselheiro-presidente do TCE, Érico Desterro, apresentou ao Tribunal Pleno o novo plano de inspeção, iniciado na última segunda-feira (15 de abril).

Nesta 1ª etapa de inspeção serão fiscalizados, ao todo, 26 municípios, 26 câmaras e 24 órgãos da administração indireta do interior (confira o arquivo anexo). As demais cidades do interior do Amazonas serão inspecionadas pelas equipes da Secretaria Geral de Controle Externo a partir do mês de junho deste ano.

“O atraso dos gestores comprometeu o calendário de inspeção do Tribunal de Contas, mas, para não atrapalhar a programação, refizemos parte do cronograma. Se os inadimplentes achavam que isso nos impediria de ir aos municípios, se enganaram. Vamos notificar todas as Câmaras para tomarem as contas das prefeituras e as contas das Câmaras serão tomadas por nós mesmo”, comentou o conselheiro-presidente, Érico Desterro.

Por inadimplência, foram retirados do cronograma da 1ª etapa e incluídos na 2ª os municípios de Carauari, Japurá, Maraã, Barcelos, Codajás, Nova Airão, São Gabriel da Cachoeira, Boa Vista do Ramos, Amaturá, São Paulo de Olivença, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Beruri, Lábrea, Boca do Acre e Pauini e outros que já estavam na programação.

Fonte: http://mpc.tce.am.gov.br/?p=5746

Notícias Relacionadas